Trendsetter

23 Maio

Não, não ando demasiado cansado. Não, não ando com demasiadas coisas na cabeça. Não, não ando a dormir pouco. Não, não ando a precisar de umas férias sem crianças.

Isto foi de propósito. E aposto que no verão anda tudo assim.

Palavras de incentivo.

17 Maio

Hoje, do nada, fui dar com um comentário feito por um “anónimo” (mas quem sou eu para condenar anónimos!?) que me chamava – com uma sinceridade visceral – “granda monte de merda”. Assim mesmo. lá do fundo, mesmo com vontade… GRANDA MONTE DE MERDA.

E cum caraças, o que eu precisava de reler aquilo.

Isto tem andado parado, o tempo não é o mesmo, a idade já pesa e sinto-me a morrer a cada dia que passa. Ok, se calhar estou a exagerar. Mas experimentem ter três filhos e vão ver se também não começam a alucinar de vez em quando.

Mas são anónimos destes que me fazem acreditar que não posso desistir. São pessoas destas, sérias e com pouca paciência para brincadeiras que justificam que eu cá ande. Aliás… mais do que justificar que eu cá ande, são estas pessoas que me fazem continuar a tentar ser mais parvo de dia para dia. Ainda não é hora de parar! O tempo é quase nenhum e a preguiça mais que muita mas, já dizia o Palma que “…enquanto houver estrada pra andar, a gente vai continuar“.

Obrigado Anónimo. Muito obrigado. Isto estava moribundo mas essas palavras movem montanhas (e ainda bem porque, no meu caso, o peso é praticamente o mesmo). Talvez apareça menos vezes mas, não te preocupes, eu vou estando por aqui.

Do sempre teu,
Granda Monte de Merda.

Mas que pouca vergonha vem a ser esta!?

7 Maio

Eu sei que parece que fui apanhado a sacar uma cota sabidona num parque de estacionamento qualquer mas calma seus porcos…

Esta foto foi tirada no Arizona, numa viagem em que eu e a minha mãe atravessámos os Estados Unidos sozinhos, numa tentativa de encontrar alguma harmonia numa relação que muitas vezes foi complicada por causa de drogas, desaparecimentos misteriosos e alguns homicídios.

Ok. Esqueçam. Estava a tentar dar alguma emoção a isto mas a verdade é que o desaparecimento mais grave das nossas vidas foi quando fez desaparecer a minha chupeta, tinha eu APENAS cinco anos. Ao nível de homicídios acho que não houve nada. E de drogas também não. Pelo menos do lado dela.

E também nunca tivemos graveto para viagens dessas à grande. Nem relações complicadas que precisassem de medidas extremas de descoberta do amor. E ainda bem… porque a Route66 seria pequena para medir o que gosto desta cota enxuta. 

No fundo, não passa de uma foto que atesta a vulgar relação “mãe vs filho que acha que a sua mãe é a melhor do mundo“. Sendo que, neste caso, é mesmo. Lamento dar-vos esta notícia hoje. Sei que é mau timing para descobrirem a verdade mas a vida tem destas coisas.

Sejam fortes.

E num segundo, a vida muda…

8 Abr

Abro a porta e só tenho tempo de ouvir um “Desculpe, desculpe… estou a falar consigo… desculpe lá mas…“.Ainda antes dela terminar a frase, sou invadido por um único pensamento… quem é esta cabra é porque raio se enfiou no meu carro!? Passei-me!

Numa fracção de segundos, lembrei-me que com as portas de trás trancadas, Lady Factos nem se conseguiu defender. Na verdade, onde estavam Lady Factos e os meus filhos!?? Aliás, porque raio tinha aquela gaja raptado a minha família e limpo tão bem o meu carro!? E como é que enquanto paguei a gasolina, o meu carro passou a ter um ar tão mais robusto?!? Se calhar, esta senhora não é uma vilã… se calhar é um anjo na terra que resolveu ouvir as minhas preces e trocar a minha família toda por um granda BMW…

Caraças, o que raio está a acontecer à minha vida!??

DESCULPE LÁ MAS ESTÁ ENGANADO!!! ESTE CARRO NÃO É SEU!!

Acordei do planeta para onde fujo de vez em quando. A tal senhora, já meio desesperada, não percebia porque raio falava e eu me continuava a sentar no lugar do condutor. No carro ao lado, trancada com os putos no banco de trás, Lady Factos batia no vidro desesperadamente, com aquela cara de “por favor não nos troques por essa senhora do bmw!!“.

Foi por um triz. Se calha ser mais nova e mais enxuta, não sei não…

Sejamos honestos…

31 Mar

Eu, em todas as festas da escola.

– 40min de actuações das crianças alheias: Ca seca… raio de ideia esta de ter que vir às festas dos putos. Ainda por cima todos descoordenados. Não se aproveita um. Já para não falar destas coreografias medonhas.

– 1min de actuação da minha filha: Epá, LINDO!!! Que perfeição!! Olhem-me para aquele talento!! Que dança bem organizada e que música bem escolhida… combina com os olhos dela! Ainda que não se veja nada por baixo daquele capacete de astronauta. Mas ainda assim, sente-se que a miúda é linda. Incrível. Atrevo-me a dizer que nunca vi nada mais espectacular em parte nenhuma do mundo. Assim vale a pena!!!“.

– 10min finais com actuações de outros: Ui… mas esta merda demora muito?? Assim realmente uma pessoa pensa duas vezes antes de vir a estas coisas. Isto nem para as crianças é bom. Que soneira…“. 

E assim foi mais uma.

Um gordo, por pontos.

27 Mar

1 – Sabes que só fazes dieta se não tiveres qualquer tipo de tentação em casa.

2 – Ainda assim, organizas o aniversário do teu filho numa lógica de “mais vale sobrar do que faltar“.

3 – Tens algumas baixas de última hora e os que apareceram, não comem nada de jeito… o que faz de ti, o “convidado” que mais comeu.

4 – Depois de tudo arrumado, percebes que podes ficar as próximas semanas a comer bolos, queijos, enchidos, sumos e cervejas.

5 – Estás gordo que nem um porco mas, lá por dentro, há uma parte de ti que está muito feliz com isso.

6 – Essa felicidade, na verdade, é muito triste porque só prova que tens um problema.

7 – Mais triste ainda, é saberes que no ponto 4 falaste em “semanas” quando não tens qualquer dúvida que isso seria se estivéssemos a falar de seres humanos normais. Contigo não vai ser assim.

8 – Amanhã vais alternar doces com salgados, fazer torres de vários tipos de bolos, sandes com diferentes queijos misturados, juntar todos os chouriços que houver, sobrepor o salmão fumado com maionese, empurrar com umas minis e acabar com tudo, uns minutos antes de ir pra cama…

9 – Continuas a precisar de fazer dieta e não percebes porque raio não consegues emagrecer.

10 – Olha!! Ainda há ali uns sumos e sobremesas no congelador! Nice…

Três.

25 Mar

Dinossauros. Há três anos que voltei a ter dinossauros na minha vida. E carros nas costas. E legos cravados nos pés. E baloiços, carros de bombeiros, Mickey’s , Blaze’s e Patrulhas Pata…

E um puto que – sempre que ralho com ele – se aproxima de mim com as mãos atrás das costas, como se fosse um jogador a falar com o árbitro. 

Há três anos nascia o meu do meio!! Ok… há três anos e um dia. Lá porque são três da manhã do dia seguinte e eu acabei com o vinho que sobrou do jantar do puto, não quer dizer que não saiba contar…

Parabéns puto do meio! Daqui a muitos anos vais achar piada quando leres estas linhas, escritas por um pai já “quentinho”, às 04h do dia seguinte… Belo presente, não é!?? Agora parece que não recebeste nada mas daqui a trinta anos, estas linhas serão algo cheio de significado e o melhor presente que alguém pode ter. 

Espectacular, não é!?? Agora basta esperar trinta anos.

Escusas de agradecer. No que toca a presentes, sabes que com o pai é tudo à grande…

%d bloggers like this: