Tag Archives: marco

Feliz “Dia do Pai”! Ou como dizem os Srs. que fazem os filmes da Disney…

19 Mar

Feliz “Dia de Quem Realmente Interessa”, uma vez que as mães já morreram todas.

Talvez ainda haja espaço para um “Dia da Madrasta Má“, “…da Bruxa Malvada“, “…da Maçã Envenenada” ou, eventualmente, “…do Anão Fodilhão“. Mas mães é que não, que aquilo é malta que quina sempre antes do filme começar.

Quem acha que o Walter Disney (Walt para os amigos) teve uns traumazitos de infância, ponha o dedo no ar.

Parem de me desejar!!!

8 Mar

E aproveitem o vosso dia, mulheres.

20140308-110740.jpgRecebam flores dos vossos homens, ouçam as coisas bonitas que eles vos dirão hoje, descansem e tratem de vocês. Váá… eu não fujo.

MONSTROS DO ANO!!!

6 Mar

Imaginem uma gala dos Globos de Ouro que não é uma granda seca. Imaginem um Natal dos Hospitais que é todo gravado na ala de psiquiatria que trata das ninfomaníacas. Imaginem uma reunião dos Alcoólicos Anónimos onde se pode beber. Imaginem uns Jogos sem Fronteiras de Inverno, disputado por idosas em bikini em piscinas congeladas.

Estão a imaginar!?

Então juntem a isso o ninja que se candidatou à Câmara de Gaia e imaginem que vai cantar uma música ao vivo. Se não chegar para vos levar a um orgasmo de imaginação, juntem uma pitada de Lorenzo Carvalho e duas ou três gotas de Judite.

Continuam comigo!?

Então imaginem que esta malta toda, entre muitos outros, estará nomeada (e presente) para receber um “Monstro” em categorias tão diversificadas como: “Frase do Ano“, “Ressaca do Ano“, “Vilão do Ano“, ou a muito disputada “Só se estraga uma casa“.

Como se tudo isto não fosse suficiente, ainda vos posso dar mais uma garantia do quão “descambável” será esta cerimónia… eu, Factos, fui convidado para fazer parte do júri que decidiu quais as categorias e nomeados deste ano. Parece-me que está tudo dito, não!??

E se eu faço parte disto, o que não poderia faltar?
BORLAS PARA OS FACTOSDETREINISTAS!!!

Por isso, quem quiser ir ao Teatro do Bairro no próximo dia 08 de Março, e ter o prazer de dizer bem alto (para que os restantes morram de inveja) que têm o nome numa guestlist chamada “Família Factosdetreinista”, terá apenas que responder à difícil questão: Como se chama o atrasado mental da BenficaTV que perguntou ao Silvio se trocava a carreira pela vida do pai?

Os cinco primeiros a responder terão o nome à porta e uma oportunidade única de tirar uma selfie com o Candidato Ninja!!!

Estão a ver bem o que este serão promete!?? Têm alguma coisa mais fixe para fazer nessa noite!?? Tirando fazer uma menáge com os vossos “sex-simbols” da adolescência, duvido que exista programa melhor.

Agora imaginem que o Alvim é um Eládio Clímaco bem conservado e a Rita Camarneiro é uma Bárbara Guimarães sem nódoas negras.

Acreditem que será dinheiro bem gasto.
Apareçam!!!

PS: Tudo o que precisam de saber, está aqui.

20140306-021239.jpg

20140306-021330.jpg

Eureka!

26 Mar

Adoro começar o dia a encontrar coisas perdidas.
Hoje, por exemplo, encontrei os kilos que perdi na meia-maratona.

Estavam na balança.

perda de peso

Challenge Accepted #26 de 64 – O FIM.

24 Mar

Sim, é isso mesmo… Leram bem. Este menino com excesso de peso e condição física discutível, propôs-se a terminar uma meia-maratona ao fim de 64 treinos, sendo que isso deveria acontecer lá para finais de Abril.

Mas para quê treinar tantas vezes e esperar tanto tempo para mostrar àqueles quenianos que correr não é propriamente física quântica!??

Porquê deixar para Abril o que posso fazer em Março!?? E para quê terminar a prova com os primeiros (em menos de 01h00m) quando posso demorar 02h22m e cruzar a meta com aquele ar cool de quem “não está nem aí” para correrias e grande convívios com malta subnutrida!?? Sempre ouvi dizer que depressa e bem… não há quem.

Mas desenganem-se os que pensam que esta confiança cai do céu. Apesar de ter nascido com uns genes abençoados e com um corpo atlético (que prefiro esconder debaixo de algumas banhas para manter a ordem pública e evitar desnecessários atentados ao pudor), foi preciso preparar esta corrida.

Tudo começou ontem ao jantar onde bebi apenas um 1,5L de sangria. Podia ter bebido mais mas os verdadeiros atletas sabem que quando se come uma travessa gigante de amêijoas, seguida de uma dose de leitão, não se deve beber nem mais nem menos do que 1,5L de sangria.

A conversa estava boa e pedia um cigarrinho, no entanto, foram fumados apenas 12 cigarros até ao fim da noite (dose recomendada pela OMS).

Depois, no período de descompressão compreendido entre as 00h e as 03h, a hidratação foi garantida apenas com bebidas tónicas e limão. Algumas gotas de gin poderão ter sido adicionadas para dar sabor.

Pela manhã, não nos deveremos intimidar pela leve dor de cabeça que nos acompanha até ao comboio. “No pain, no gain“.

Nesta viagem de comboio, ia uma atleta olímpica ao meu lado (desconheço o nome da senhora) a falar dos seus tempos. Disse que fazia 10kms em 32min e tive – obviamente – que controlar um estridente: “QUÊÊÊ!???“.

Já na prova o segredo é não nos deixarmos afectar pelos jogos psicológicos que nos vão sendo lançados.

Sim havia velhinhas a correr muito mais rápido que eu, o que faz delas uns seres super estranhos. Já viram uma velha a correr rápido!?? É meio “creepy“. Uma assustou-me tanto que só por sorte é que a minha reacção não foi mandá-la da ponte abaixo.

Depois, já ia eu em piloto automático e com a minha vida entregue nas mãos do Senhor, quando reparo que lá na frente, seguia um homem sem uma perna. Um género de meio Pistorius preto que, indiferente à sua condição, corria nas horas e tinha um caparro do caraças. Inspirador… mas, num determinado momento, esse senhor passa por mim e lança aquele olhar “coitado do gordinho“. Tuuudo bem… pelo menos a Lady Factos não corre o risco de levar um balázio, enquanto que do lado dele nunca se sabe. Já vimos que atletas sem pernas, volta e meia, queimam um fusível.

O que também me queimava os fusíveis eram as piores bandas de karaoke de sempre e que estavam colocadas de x em x kilómetros. A única motivação que aquelas gordas aos gritos davam, era a vontade louca que tinha de acelerar o passo para me afastar daquela gente.

Indiferente às humilhações exteriores comecei a acreditar que era possível.
Já perto do fim, vi umas ambulâncias a levar uns quantos e foi aí que pensei: “Em último já não fico. É arrastar-me com calma e garantir que fico à frente dos que tiveram uma trombose…“.

E assim foi. Cruzei a meta e até me emocionei quando percebi que tinha corrido a meia-maratona. Depois, fiz o que fazem os portugas… Apanhei todos os brindes que consegui e deixei-me cair no chão com a certeza de missão cumprida.

Se foi bom!? Claro que não.
Bom é começar o domingo com um granda brunch. Isto foi só estúpido.

20130324-191247.jpg

PS: No fim da prova, com a clarividência toldada pelo esforço, era assim que me sentia. Sem tirar, nem pôr.

Carrinho de rolamentos… PORSCHE!

19 Mar

Quando era puto, o meu pai fez-me um carrinho de rolamentos brutal.
Tão brutal que ainda hoje acho que ele fez aquilo como se fosse para ele.

Lembro-me perfeitamente quando – rodeado pelos meus amigos – nos disse com ar sério: “Cuidado porque este carro tem os rolamentos de um Porsche. Foi um amigo meu mecânico que me arranjou isto mas vejam lá… é que este carro será mais potente que qualquer outro. Não tenham nenhum acidente…“.

Dito daquela maneira, deixou-nos fascinados com o perigo e a emoção que seria conduzir um Porsche… de rolamentos.

Claro que depois disto o gajo mais forte da rua quis fazer equipa comigo.
Claro que com ele a empurrar, o carro era realmente muito mais potente que os outros. Aquilo andava nas horas… essencialmente à pála do Mariano mas, na cabeça de todos os putos da rua, era por outro motivo.

O Factos e o Mariano tinham um Porsche e isso era imbatível.
Ninguém questionava as constantes subidas ao pódio lá da rua. Psicologicamente, aquela mentirinha arrasou a concorrência e deu-nos uma força anímica brutal. Com um maquinão daqueles, nada me derrotaria.

Pais que, com as palavras certas e na hora certa, nos dão tamanha força… merecem um dia só para eles. Feliz dia, pai.

carro_rolamentos

PS: Claro que veio a ser o meu pai a proibir-nos de andar na rua com os carrinhos porque faziam uma chinfrineira impossível de aguentar. Claro que ainda apanhei uns “carolos” por não respeitar esta ordem…

Moda Lixo Boas.

11 Mar

Misturam-se estes três ingredientes em partes iguais.
Álcool e outras drogas poderão ser adicionadas a gosto.

Decorar com as figuretas mais inacreditáveis à face da terra.
A sério… as mais inacreditáveis à face da terra.

Polvilhar com famosos, outros nem tanto e muita vontade de ser visto.

Servir sem olhar para a passerelle. O melhor daquilo, o suminho, continua a ser o ruído visual que gravita cá fora… intercalado com algumas “boas” de nível mundial.

E é isto.

%d bloggers like this: