É a isto que chamam “crimes de colarinho branco”!?

19 Ago

No Jardim da Estrela, vi um puto daqueles que ainda não fizeram seis anos mas já são betos até aos ossos, a jogar com a bola do meu filho e a desaparecer subitamente sem deixar rasto. Nem rasto, nem bola.

Nesse mesmo jardim, vi uma velha a roubar – literalmente – os chinelos da minha filha enquanto ela andava de patins. Lá tive que ir atrás dela e obrigá-la a tirar os chinelos da mala, enquanto me segurava para não lhe dar uma galheta de cada vez que fingia que não percebia do que raio falava eu.

Como se isto não bastasse, agora roubaram a cadeirinha do meu puto numa praia do betíssimo eixo Tróia-Comporta. Isso mesmo, numa praia cheia e onde toda a gente abandona carrinhos sem medos, resolveram roubar um carro de 30€ que já estava a precisar era de ir pro lixo.

Anos de margem-sul, anos a somar “street-credits“, anos a presenciar delinquência como deve ser… e para quê!? Para passar a vida a ser roubado por crianças betas, velhas betas e betos em geral. Puta que pariu.

Felizmente já estou no Algarve. Por aqui é só Máfia de Leste, tráfico, crime violento e gatunagem daquela mesmo má rês. E ainda bem. É mais parecido com a margem-sul e sinto-me mais seguro.

Já não aguentava passar os dias a olhar por cima do ombro com medo de ouvir um “Ó querido, tsudo bem!? Que máximo! Então passe pra cá a carteira e cale-se”.

O que seria…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: