A três putos do paraíso.

12 Jul

Tirei esta semana para fazer uma pausa estratégica e ganhar fôlego para aquelas que serão, verdadeiramente, as férias grandes. Humm… com isto parece que vem aí viagem grande, mega relatos sobre destinos de sonho, fotos e vídeos dos caraças… NOP! Férias grandes só mesmo porque terão duas semanas e pisarei solo algarvio em parte delas. Não se iludam.

Continuando…

Tirei quatro dias para vir até Tróia. Casinha alugada em frente ao mar, toda direitinha e com as mariquices do costume. Piscina mesmo a pedi-las e com topping de Ana Malhoa (sim, pude partilhar a zona das espreguiçadeiras com seu rabo turbinado de bomba sexy latina urbano reaggaton tesuda papi chulo). Um calor como se quer nestes dias de calção e tshirt repetida à exaustão. Wifi para passar o serão no belo do “Netflix & Chill“. Uns tascos seleccionados para comer até ficar a odiar-me e um livrinho para adormecer na praia a cada tentativa de avançar algumas paginas. Tempo e cabeça para voltar a escrever. Escrever muito. Escrever à hora que apetece e não quando dá jeito.

Quatro dias de descanso e recuperação total! Quatro dias de puro prazer e… aaaah, esperem… pois é…

TROUXE OS PUTOS COMIGO!!

Esqueçam tudo o que disse lá atrás. Tirei quatro dias para contribuir à minha maneira para o desenvolvimento do turismo da região, para fazer a economia mexer e garantir alguns postos de trabalho. Quatro dias para “pai, pai, olha pai, óóó paaaaai… olha lá eu a fazer um pino debaixo de água… paaaaaai… vê lá se consigo nadar como as sereias“. Quatro dias de um dos putos com febre. Quatro dias de “aproveita que ele está debaixo do efeito do brufen e bora pra piscina“. Quatro dias de “Cocodiiiiiiiiilo! Cocodiloooo!!! Não filho, não podemos ir mexer na boia do senhor. Depois o pai compra-te uma. Não devias estar cheio de febre e de cama!?“. Quatro dias de sair mais cedo da praia porque está muito calor e o mainovo está a ficar com uma granda telha. Quatro dias de sair mais cedo da piscina porque ele tem que jantar e se não come, depois adormece, fica todo trocado e quem o atura somos nós. Quatro dias de praticamente zero fotos e um textinho escrito à 01h20, num colchão que devia ser para um dos putos mas como está doente talvez seja melhor dormir com a mãe e, adivinhem, quem ficou a acampar no chão de uma casa toda fixe!??

Mas atenção… se não tiverem três destes atrelados à vocês, continuo a achar que Tróia é uma maravilha para se passar quatros dias dos tais. Dos que falava no início desta sessão de auto-terapia.

Não destes.

E agora, adeus que me parece que o mainovo está a chorar! Aaaah… que relaxante! Vou voltar novo… XAU!


PS: Foto gamada da net porque, obviamente, ainda não tirei uma de jeito. Não dou créditos a quem a tirou porque não vi e ,sinceramente, já estou farto de tanta mariquice. Não queriam que fosse usada, não a tivessem posto na net. Agora, azar!!

Anúncios

Uma resposta to “A três putos do paraíso.”

  1. anonimo 12/07/2017 às 09:26 #

    oh pá ninguém merece… aguenta ahahaah
    Sou de Setúbal, e Tróia é um espectáculo!
    Boas férias, ou lá como isso se chama 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: