Merdas mal resolvidas.

5 Jul

Pela milésima vez esta semana (ok… milésima vez só hoje), meti-me com uma colega que – por brincadeira(*) – costumo disputar com um colega meu. Na minha última investida, convidando-a para ir comigo ao Alive, arranjou uma forma bem directa de me dizer que “não era para o meu bico” e que já ia nesse dia… “com ele”. O meu opositor.

Ah ah ah ah ah ah… que engraçado que foi.
Ah ah ah…
Ah ah…
Ah…

Por momentos, senti-me na escola secundária. Estou a gozar. Não senti nada. Quer dizer… senti aquele cheiro do bar e quase que ouvi o barulho dos matraquilhos ao fundo da sala. E parece-me que estava a tocar Nirvana. Eu tinha umas Levis 501 que achava que me ficavam bem mas, aparentemente, não tão bem. De coração apertadinho, contive as lágrimas e quis matá-lo. O puto giro lá da escola, não o meu colega. Se bem que esse também merece falecer.

TOU A GOZAR!!! Não pensei nada disto.
Mas se calhar, devia fazer terapia.


*Por brincadeira porque a minha mulher lê isto.(**)

**E esta legenda também era uma brincadeira. Eu quero lá saber que a minha mulher leia isto. É tudo no gozo.(***)

***A sério. Não nos vamos chatear por causa disto, pois não!? Já basta tudo o resto.(****)

****Tudo o resto como quem diz. Não é que existam muitos motivos para discussões.(*****)

*****E se existissem, não era aqui que iríamos discuti-los. (******)

******OK. Preciso de terapia.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: