António, o “santo”.

13 Jun

Casamenteiro, não sei. Mas Santo António é seguramente matreiro. Era só um copo com um amigo, quem sabe uma sardinha para mais dois dedos de conversa. Meia-noite e meia, máximo dos máximos, estar em casa.

BAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAM!!!
11H30. Uma camarata cheia de paquistaneses, eu vestido de pierrot, telemóvel numa mão e uma arrastadeira na outra. 83 SMS recebidos à minha procura, 4 deles em cirílico. 18 SMS enviados, 7 deles com ameaças de morte super detalhadas para a antiga porteira do meu prédio. Os restantes, seguiram todos para a professora primária da minha filha e eram apenas vídeos meus, de cócoras, a aliviar-me no meio da Rotunda do Relógio enquanto via o nascer-do-sol.

Vá… não terá sido bem assim mas foi mais ou menos isto. Isso e esta dor de cabeça que me tenta matar com guinadas lancinantes de cada vez que os meus putos resolvem partir pra gritaria.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: