Não me venham com veteranos de guerra…

6 Dez

Traumas do Ultramar!? Veteranos do Vietname!? Mazelas do Iraque!? Pesadelos de Cabul? Ecos de Guantanamo!? Reféns na Libéria!? Pelo amor de Deus… façam-se homenzinhos e deixem-se de lamúrias e de mariquices.

No dia em que a vossa mulher se ausentar e vos deixar com um puto de três meses e outro de dois anos, durante três dias, a trabalhar a partir de casa… aí sim, venham falar-me de violência física, psicológica e de dores que ficam para sempre.

Até lá, não me venham com “carreguei os bocados do meu companheiro de armas, numa mochila, só para que a família dele tivesse algo para enterrar…” porque esse gajo já não gritava nem esperneava cada vez que se lembrava que queria bolachas.

Vocês sabem lá o que isto está a ser. Não me lixem.

Anúncios

Uma resposta to “Não me venham com veteranos de guerra…”

  1. André Bravo Ferreira 07/12/2016 às 08:22 #

    Falta a tatuagem para comprovar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: