Quero ver como se sentirão, quando a Erica estiver no Panteão.

8 Jan

Que fique claro que ando cheio de trabalho e sem tempo para me dedicar a este pardieiro como vocês merecem que me dedique. Quer dizer, deixemo-nos de merdas. Não ganho um charuto com as portas deste estabelecimento abertas, como tal, vocês merecem “médio”. Merecem a boa vontade e carinho que temos por aquela amiga rechonchuda que, na adolescência, nos deixou dar umas voltas. Nós estávamos sozinhos há demasiado tempo, ela sentia-se vulnerável e ambos sabíamos que “as mais carnudas” têm segredos que as outras nem sempre sabem. Pronto… também ficámos a conhecer esses segredos mas caraças… não são propriamente a boazona da escola. Mas não levem a mal. Sabemos bem que a boazona casou com o mais popular e estão os dois sebosos que nem porcos, cheios de ranhosos pela mão e a trabalhar nuns armazéns de materiais de construção na periferia da cidade.

Ok… não sei como a conversa chegou aqui. Não ando bem e parece-me que este arranque de texto deixou isso bastante claro.

No fundo, só queria tirar dois minutos do meu dia por causa de um motivo de força maior. Por causa da adoração e respeito pelo trabalho de um dos nomes maiores do nosso país. Alguém que tem levado o nosso orgulho mais longe, aliás, alguém que, para nosso orgulho, tem levado mais. Simples como isso. Simples como Erica (isto dava um nome fixolas para o próximo filme).

Parece que um restaurante manhoso do Porto, armado em engraçadinho, resolveu blasfemar com um nome grande da nossa cultura. Nem vou dizer o nome do tasco porque não merece tais honras. Aliás, nem vou dizer mais nada porque já tenho as mãos trémulas e os olhos molhados (olhos molhados também daria um bom nome para um filme sobre uma fds da Erica com as amigas).

Quero apenas deixar no ar, um aviso “Estado Islâmico Style“. Brinquem lá com Deus, Alá, o Buda ou lá o que é… mas não brinquem com coisas sérias. Eu vou muitas vezes ao Porto e se passo à porta do tal restaurante, sabe Deus (ou Buda, Alá, Maomé ou lá o que é…) o estado de espírito com que estarei.

De repente aquilo vai pelos ares e depois com é!? Ai e tal… #jesuischarlie e o camandro mas e onde é que ficam os sentimentos das pessoas como eu que #jesuisericafontes !?? Como é!??

Mas esta gente não tem limites? Mas agora já se pode brincar com tudo!?
Quero ver como se sentirão quando a Erica estiver no Panteão.

Estúpidos.
PS: Seremos sempre #TeamErica!!!

erica fontes

Advertisements

10 Respostas to “Quero ver como se sentirão, quando a Erica estiver no Panteão.”

  1. Andre Bravo Ferreira 08/01/2016 às 13:01 #

    “Nem vou dizer o nome do täsco”, deveria ter sido assim.

  2. Anónimo 08/01/2016 às 15:37 #

    A Erica já deu o que tinha a dar. A Diana é a maior.

  3. um parvo qualquer do muro! 09/01/2016 às 14:36 #

    Provava que afinal o Panteão Nacional, era uma coisa democratica, e não tão inacessivel como parece para as gentes comuns.
    Haveria muita senhora que se identificaria na profissao se sentiria homenageada e com razao, devido aos serviços prestados à Patria ao longo dos tempos!

  4. Johnny Bravo 12/01/2016 às 11:59 #

    Lindo era a estimada Érica ir para o Panteão num caixão inédito, em triângulo, de forma a conseguir estar o tempo todo de pernas abertas e ser adorada dessa forma! #jesuisérica

  5. Anónimo 13/01/2016 às 17:35 #

    Factos…quando voltas a escrever?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: