“Clínica do Pêlo” para a rapaziada.

30 Mar

Não sei quais os critérios avaliados na Lifecooler, quando me pedem para escrever sobre seja lá o que for. Acho que devem ser coisas tão importantes como: “É o único gajo disponível para isto“; ou “Pelo que lhe damos, não se arranja ninguém como deve ser” ou até “Se dermos oportunidades a pessoas com este tipo de deficiência, ainda conseguimos sacar uns subsídios ao Estado“.

Mas desta vez, acertaram em cheio quando me pediram para escrever sobre “Barbearias”. Na verdade, nunca fui a nenhuma mas caraças… tenho barba. Deve ser suficiente! Aliás… seguindo a mesma linha de raciocínio, não percebo porque raio nunca me pediram para escrever sobre Cardiologia.

Adiante…

Não acredito que tenham muito que fazer esta semana, por isso, cliquem aqui em baixo e verão bonitas palavras sobre pilosidade facial e os direitos das mulheres. Exactamente por esta ordem de importância.

Uma publicação que me apresenta desta forma, merece ser lida:

O autor e o blogue
Factos, autor do blogue Factos de Treino, prefere manter-se no anonimato. E basta ler algumas linhas daquilo que escreve para se perceber porquê. Estranho é haver quem o leia sem vergonha de admitir. De Lisboa, casado, pai de dois, chegou a ser conhecido pela relação tórrida que teve com Sofia Vergara, boato que parece ter sido lançado pelo próprio e nunca chegou a ser desmentido pela actriz. O seu pardieiro abriu portas há três anos e não se pode queixar da clientela. Fala de tudo um pouco, na maioria das vezes, sem dizer nada de jeito. Mas não parece preocupado com isso porque, na verdade, nem tudo é o que parece.

barbas

Advertisements

7 Respostas to ““Clínica do Pêlo” para a rapaziada.”

  1. Leoa Ferrenha 30/03/2015 às 17:58 #

    E viva o ano 2000…. e mais não digo 😉

  2. qui scribit 31/03/2015 às 09:10 #

    Eu podia fazer uma associação “abadalhocada” mas ainda era expulso deste blog…

    • Factos de Treino 31/03/2015 às 10:13 #

      Neste pardieiro, associações abadalhocadas só te poderão valer “menções honrosas”. Nunca a expulsão!

  3. qui scribit 31/03/2015 às 10:42 #

    Com a falta de de pelos púbicos as sras. deixarem de ter tanta comichão, coisa de que sentem falta. Assim convenceram os homens a deixar crescer as barbas de forma a compensar essa comichão sempre que se verifica a chamada “passagem do corredor a pano”.

    A natureza encontra sempre uma forma de compensar aquilo que fica, por alguma razão, descompensado!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: