Depois se não gostar, tiro com laser.

24 Fev

Acabei de ver um artigo onde se falava das alterações que algumas pessoas fazem ao seu corpo. Essencialmente tatuagens, piercings e outras coisas do género. Digamos que, nestes casos, talvez se tenha ido um bocadiiiiinho longe demais. E claro que me pus a imaginar nas conversas motivadas por estas decisões:

Pai: Mas filha… porque raio insistes nisso da tatuagem?
Filha: Vá lá pai… juro que é só uma coisinha pequena.
Pai: Mas para quê!? Tu já és tão gata.
Filha: Vais ver que ainda vou ficar mais!

tatuagem1

 

Filho: Mãe, adoro as aulas de biologia e o professor é fenomenal!
Mãe: Boa filho! Queres levar-lhe um bolo no fim do ano?
Filho: Não é preciso mamã! Pensei noutra coisa para homenageá-lo.

tatuagem3

 

Mulher: Então querido, como está a ser o congresso?
Marido: O normal… uma seca. Mas andei a passear pela ilha e descobri um centro de estética dos nativos e resolvi fazer uma coisa bem gira. Vais adorar!
Mulher: O quê!? Conta!!
Marido: Só te digo que comprei umas cuecas novas…
Mulher: Desde que não sejam com aquele padrão de leopardo horrível.
Marido: … … … népia. São lisas.

tatuagem4

 

Namorado: Môôôr! Quando formos conhecer os teus pais, vou levar este colete e estas jóias para desviar a atenção das tatuagens. No primeiro encontro é capaz de ser melhor ir “low-profile”. 

tatuagem5

 

Filha: Papá, papá… posso pôr um piercing!? Está super na moda.
Pai: Huumm… ok. Mas nada de exageros!!
Filha: Ok! Vais adorar!!

tatuagem6

 

Amigo1: Chega aqui, recebi uma foto da minha filha em Erasmus.
Amigo2: Epááá… nem me digas nada. A minha quando fez o dela, veio de lá com uma estrelinha pequenina tatuada no pé. Fiquei pior que estragado.
Amigo1: Ui… se fosse comigo. Mas vá, chega de conversa e chega-te aqui para vermos a pequena.

tatuagem7

 

Mãe: Caros filhos, tinham razão. Eu e o vosso pai estávamos mesmo a precisar de sair daí e descansar um bocado. Precisávamos de tempo para nós e sair da rotina. Tenho a certeza que vamos chegar umas pessoas diferentes. Beijos, mummy and daddy.

tatuagem8

 

Filho: Mãe, tenho uma boa e uma má notícia para ti. A boa é que já não uso aqueles óculos e aquele bigodinho que dizias me davam “ar de maluquinho”. A má… bom… a má é que resolvi pôr um brinco.

tatuagem9

 

Filho: Pai, posso fazer uma tatuagem?
Pai: Sim. Mas só uma!!!
Filho: Tá bem!!!

tatuagem10

 

PS: Tudo sobre esta malta, aqui.

14 Respostas to “Depois se não gostar, tiro com laser.”

  1. Mulher Mesmo de Sonho 24/02/2014 às 14:13 #

    Para remover, programar laser para intensidade “kill”.

  2. eugenia 24/02/2014 às 15:05 #

    Cada um tem a liberdade de fazer o que quiser com o próprio corpo, é um facto (que defendo como direito à liberdade individual).
    Por outro lado, a beleza é uma construção social (e individual), sendo que o para uns é belo para outros será horrendo.
    Ainda assim, parece-me (claro está, à luz dos padrões de beleza, naturalmente subjectivos e criticáveis), que qualquer destes seres não saiu beneficiado com as alterações corporais executadas. Mas se são felizes assim, que o sejam pois…
    Aquele abraço, FT.
    PS: As descrições são, para não destoar do que nos habituaste, hilariantes (brandas, mas ainda assim hilariantes, e brandas porque no mínimo foram deserdados… 🙂 )

  3. Rusty Ryan 24/02/2014 às 16:07 #

    Nesta situação não se pode aplicar aquela expressão “podia ser pior…”. Digo eu…!
    Fiquei maluco com a tipa do Erasmus. Aquelas ondinhas nos braços… Fazia-a, completamente!

  4. SM 24/02/2014 às 17:03 #

    A primeira foto é absolutamente assustadora, acho que se visse alguém assim na rua tinha medo.

    A de Erasmus é a mais engraçada, não sei por que razão ela resolveu implantar uns cornos, mas suponho que tenha os seus motivos…

  5. Mirone 24/02/2014 às 18:46 #

    A minha cabeleireira, que como cabeleireira de bairro que se preze acha que tem um phd em psicologia, uma vez dizia isto das tatuagens e piercings da Ana Malhoa: ” oh pá, eu gostava de falar com ela, juro que gostava. Uma pessoa tem de estar muito de mal com a vida e consigo mesma para não seaceitar como é e ter de mudar o corpo de uma forma tão permanente. Ela tem de estar a sofrer muito para se mutilar assim!”
    Acho que gostava de ouvir o que pensa das pessoas das fotografias.

  6. Abelha 24/02/2014 às 20:38 #

    Já visito este blog algum tempo, mas só agora comento. Não resisti a este post!
    A 1ª vez que disse ao meu pai que ia fazer uma tatuagem, a mente dele imaginou estes cenários todos…
    Agora quando a minha filha, com 11 anos, me disser que também quer umas tatuagens, depois de eu ver isto, vou ter arrepios espinha acima!

  7. David Cabanas 25/02/2014 às 11:46 #

    Medo…muito medo…estas pessoas têm vidas normais ou vivem nas suas “bolhas”?Estou a imaginar ir comprar o pão de manhã e ser atendido pela senhora?! da primeira foto…

  8. Margas 25/02/2014 às 18:53 #

    Não sei como resultou para os outros, mas o primeiro senhor (o das aulas de biologia) é modelo e famoso, até entrou num videoclip da Lady Gaga. De resto é tudo péssimo em excepção mas isso sou eu que detesto tatuagens e piercings sejam grandes ou pequenos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: