Não estranhem o silêncio. Ando a fugir de uma louca.

17 Fev

O trabalho é como aquelas mulheres loucas e obsessivas, com quem não queremos ter nada. Aquelas que metem na cabeça que temos que ser delas e, dê lá por onde der, não nos deixarão tempo para mais nada. Perseguem-nos, aparecem nos locais menos próprios e estão constantemente a enviar-nos mensagens ameaçadoras.

Neste momento, tenho uma apresentação em cima da mesa a dizer:
Não saio daqui enquanto não me fizeres. Todinha.“.

E o pior é que sei que esta louca não se faz sozinha.
Pior ainda… assim que fizer esta, aparecem logo outras.

atração fatal

Advertisements

7 Respostas to “Não estranhem o silêncio. Ando a fugir de uma louca.”

  1. Mirone 17/02/2014 às 18:10 #

    Às vezes até nos perseguem até casa. E a última coisa que um homem quer é levá-las para casa. É que abre-se um precedente e depois, se foi uma vez, está a porta aberta para uma segunda, uma terceira e uma quarta…

  2. Susana Rodrigues 17/02/2014 às 18:33 #

    Desejo-lhe boa sorte com a apresentação. Que, para essa, tenha forças! 🙂
    Abraço,
    Susana

  3. Caco 17/02/2014 às 20:34 #

    Desde que seja uma lady na mesa, não vejo inconveniente.

  4. Jaquim Cum Camandro 19/02/2014 às 12:06 #

    Temos que ver a coisa pelo lado positivo, assim podemos dizer aos amigos que temos um verdadeiro harém de doidas tresloucadas com tiques de sodomia, atrás de nós.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: