Agora percebo o stress dos miúdos pequenos…

10 Dez

Esta tarde, embrulhado em trabalho, adiei uma vontade de ir à casa de banho até ao limite. Quando já não dava para mandar mais mails sem tratar do meu assunto, lá parti rumo ao desejado alívio.

A caminho do wc, o meu cérebro começa – gradualmente – a emitir mensagens de conforto ao resto do corpo. “Atenção a todas as unidades! O pior já passou. A nave-mãe vai finalmente libertar líquidos em excesso“.

Neste momento, sabem como é… vamo-nos segurando mas a alegria que se vive nos centros de comando do nosso corpo, começa a espalhar-se e, tal como numa multidão, ganha vida própria. Já dentro do wc, o cérebro emite automaticamente outro aviso: “Alerta geral, baixar todas as guardas e preparar o alívio final!“.

E é aqui que surge o contratempo das calças novas.

Já com a nave-mãe a soltar todas as comportas, descubro que as calças novas têm uns botões estranhos que insistem em não abrir. Ainda tento transmitir um SOS ao meu cérebro mas era tarde demais. A “Operação Alívio” estava em curso e poderia acontecer uma calamidade em pleno wc profissional. Pelo meu corpo contorcido, ecoavam sirenes e alertas vermelhos: “ALERTA! OPERAÇÃO IRREVERSÍVEL! SEGUREM-SE MAIS UNS SEGUNDOS E DEPOIS… PROTEJAM-SE!!!“.

O relógio não parava, o líquido em excesso forçava com violência a última comporta, os botões… não abriam. Parecia uma daquelas cenas de filme em que a porta se vai fechar e o herói não parece ser rápido o suficiente. A desgraça era eminente.

Mas tal como nos filmes… os botões abriram de repente e, o verdadeiro herói, passou pela porta no último segundo. Mal sentiu o fresco da liberdade, apontou para o alvo e – ainda no ar – deixou-se levar pela alegria da missão cumprida.

Por toda a nave-mãe se celebrava este feito! Tínhamos conseguido!
Agora, gozávamos juntos o prazer de uma euforia contida.

20131210-230545.jpg

Anúncios

6 Respostas to “Agora percebo o stress dos miúdos pequenos…”

  1. Ana 11/12/2013 às 10:15 #

    o horror! conheço bem a sensação.
    comigo é à porta de casa, cheia de sacos + mochilas + casacos + 2 crianças. primeiro não encontro a chave, superado este nível segue-se a dificuldade em abrir a porta, largar tudo o que tenho nas mãos e ir a correr corredor fora …

  2. Rui A. 11/12/2013 às 13:45 #

    Brilhante. Chapeau…
    Comigo é no carro a caminho de casa, mas tem picos. De repente passa a urgência e um tipo fica todo eufórico, para logo depois ser surpreendido por nova alarme.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: