Margem Sul para tótós

12 Jul

Caros amigos da margem norte,

Vamos lá esclarecer aqui uns pontos para ver se param de fazer figuras ridículas quando se referem a algo que está mesmo aqui ao lado. Falar dum sítio que se desconhece, é sempre mau. Mas encher o peito para falar à toa de uma zona que está à distância de uma ponte, é pior.

Comecemos por algo básico.

Se estiverem no centro de Lisboa, olhem para o rio. Aquela “terra à vista” que está logo ali do outro lado, é a Margem Sul. Incrível não é!? Tão perto…

Provavelmente, desse local também conseguem ver uma ponte encarnada.
Está na hora de deixarem cair a barreira psicológica e começarem a olhar para a ponte como o que é – “…uma passagem, para a outra margem“. Do centro de Lisboa até à Margem Sul, passando por essa ponte, são cerca de 20min. Com trânsito, um pouco mais. Mas ao contrário do que pensam e de acordo com a minha experiência (comparada com o que vou sabendo por pessoas que vêm de outros lados), talvez seja dos acessos mais rápidos à cidade.

Próximo passo é perceberem que a Margem Sul é grande mas não vai até ao Algarve. Parem por favor de me dizer que têm um amigo no Montijo ou que gostam muito de um restaurante em Alcochete, quando vos digo que cresci ali perto de Almada. E não me venham sempre com aquele exemplo do tio do Barreiro que foi assaltado. Ok!?

Isso traz-nos ao ponto seguinte.
Na Margem Sul há chungaria que nunca mais acaba, betaria qb, cromos, gajas boas, artistas, engenheiros, médicos, desportistas, gente rica, gente pobre, gente que não gosta de ser de lá e, na sua maioria, gente boa que tem orgulho de ter crescido ali. Há de tudo. Não correm mais riscos do que deste lado da ponte.

Relaxem… tanto medo também se pode virar contra vocês.
E burrice a mais não fica bem a ninguém.

PS: Prooooopz pro meu people!!!! (tou a fazer cenas com os dedos…)
Pronto, não resisti.

margem sul

PS2: Imagem gamada da net. YO!

239 Respostas to “Margem Sul para tótós”

  1. Medeira 12/07/2012 às 15:47 #

    Somos mais que “Camelos” à beira rio!!

    • Factos de Treino 12/07/2012 às 15:59 #

      Nem vamos por aí… 😉

      • Inês 27/02/2016 às 06:15 #

        Muito bom!! 😉
        Então é assim, nasci em Lisboa, a minha mãe em Cascais, e o meu pai em Setúbal.
        fui criada nas duas margens, mas principalmente na margens sul!
        Sinto-me em casa dos dois ”lados”, mas, não tenham duvidas quando vos digo que mais depressa na margem sul ouço um ”bom dia”, ”como está?” ou apenas um sorriso de alguém desconhecido só porque sim, e por boa educação do que na margem norte. Talvez porque lá as pessoas não andam, correm devido ao stress constante por essas zonas. Anyway, isto tudo para dizer que não malta, a margem sul não é o faroeste, como em todo o lado há quem não seja sério, não tenha educação, ou simplesmente seja parvo, mas também há, e em maioria quem tenha valores, educação e respeito pelos outros!

        Os meus 20anos dizem-me pouco, mas do que já sei, orgulho-me de onde sou e de onde vivo, dois sítios fantásticos!

    • Cão do Sul 06/09/2013 às 13:37 #

      A Margem Sul real, porque se refere à dita margem do Tejo, é bem maior do que tudo o que aqui ficou dito.
      Por outro lado, esta questão centra-se na “cordialidade” norte-sul à volta da ponte original. Tem a ver com Lisboa cidade vs. Almada e Seixal, com uma certa “yuppicidade” a norte vs. operários do outro lado do rio. Um exemplo, as minhas tias-avós de Lisboa, criticaram durante muito tempo o meu avô materno por deixar casar a filha (a minha mãe) com um operário, ainda por cima da Piedade. Mas foi só até ele lhe dar bem melhores condições de vida que as das tias.
      Como os tempos mudam, a actual Margem Sul é agora uma coisa maior, e tenho amigos da Quinta do Conde (KdK, dizem eles) e do Montijo que se reclamam da Margem Sul profunda.
      Mas fica a diferença dita pela malta da velha guarda de Almada a Corroios/Seixal: “Há um rio que separa, uma ponte que une e um Cristo que os recebe, que eles precisam”.
      Posto isto, uma nota final: gosto mesmo muito de Lisboa, mas Corroios é que é

      • QdC 06/09/2013 às 16:09 #

        KdK é feio, digo eu que sou da Quinta do Conde.

      • Vitor Faustino 06/09/2013 às 16:20 #

        Subscrevo na totalidade! Nascido e criado em Corroios à 43 anos e com muita honra.

        • Anónimo 07/09/2013 às 02:31 #

          Sobreda, mesmo ai ao lado orgulho de ser daqui

      • Mais um indignado 21/09/2013 às 05:02 #

        Já vinha muito indignado, devido ao “fecho” da zona à qual designamos margem sul… Mas explicaram aqui muito bem!
        Quero também referir a qualidade das festas da margem sul (pinhal novo, vindimas/Palmela, barrete verde/Alcochete, moita, Montijo, corroios, e outras tantas)
        Viva a margem sul, e Pinhal Novo a concelho!!!!

      • Anónimo 28/01/2016 às 18:52 #

        Mais nada… 🙂

      • andreia 29/01/2016 às 01:15 #

        Corroios city!!!!!

      • Rui 26/02/2016 às 12:59 #

        Apesar de nascido em Lisboa, fui viver para o seixal com 6meses e nao troco a “m. sul” por nada, apesar de adorar Lisboa. Os pseudo-chiques que falam com desdém da “m. sul” entopem a ponte 25 de abril para virem fazer praia ao lado de cá, coitados…

    • Florbela 28/01/2016 às 15:42 #

      Já eu sou da margem Norte…do Sado e aqui temos o bairro da Bela Vista onde também há muita chungaria mas a maioria é gente boa, mas dos bons ninguém fala 🙂

    • nelson 30/01/2016 às 09:55 #

      Isso é tudo muito bonito, não fosse o facto de a “margem sul” ser um embuste, um erro repetido até à exaustão. A margem sul não existe, é errado. A margem existe mas é esquerda. E já agora, até onde vai a “margem sul”?

  2. Paulo Capelo 12/07/2012 às 16:09 #

    Gosto…MAS, a Margem Sul e mais propriamente a RMS, não vai de facto até ao Algarve, mas também não se fica por Almada! A Margem Sul é MOntijo, é Barreiro e é Alcochete SIM!

    • Factos de Treino 12/07/2012 às 16:12 #

      Xiiii…. já sabia que isto ia dar raia!!! 🙂
      Tens toda a razão Paulo!

      O que quero dizer, é que a malta de fora não tem a menor noção geográfica da Margem Sul. Têm a ideia de da ponte para lá é tudo igual e que de Almada a Alcochete são 10min a pé 🙂

      Era disso que falava!!!
      Viva o Montijo e Alcochete!!! 😀

      • Sofia Serrano 05/09/2013 às 21:27 #

        E o Barreiro!!!!!

      • Apenas a minha opinião 06/09/2013 às 01:40 #

        Adorei o post e concordo. Quando digo que a minha mãe mora no Barreiro, oiço “Aquilo não é um bocado guetto”?
        Não é a buraca estão a ver, vive num apartamento bem simpático onde conhece todos os vizinhos e nada de mal lhe aconteceu. Existem más pessoas e boas em todos os sítios. Em Almada não moram só gangster, aquilo não é a Cidade de Deus.

        Completamente verdade eu dizer, cresci em Azeitão e alguém dizer “Ah fui uma vez ao Cachaxa no Montijo” Bem se fores a pé do Montijo a Azeitão amanhã por esta hora estás a chegar à Quinta do Conde.

        • Lisbonense 06/09/2013 às 14:49 #

          Há zonas na buraca que também são assim… se calhar os preconceitos go both ways…

          • josh 10/09/2013 às 22:33 #

            Yeap, sou da Amadora e posso afirmar que aqui também se sofre o preconceito na pele…

      • Salomé Rute 07/09/2013 às 09:36 #

        Infelizmente grande parte das pessoas da “margem norte” do tejo qdo se fala da “margem sul”, referem-se ás pessoas “da outra margem” (como já ouvi mtos dizerem) como se fosse só campo e povoada por campónios,e labregos, qdo se esquecem k é do campo k vai o k comem (foi apenas um aparte) esquecem-se tb que grande parte da população da margem norte do tejo (capital do pais) é oriunda de outras partes do pais.. amigos a vossa casta não é pura…loooooooooool….enfim, eu não diria que são totós, apenas pessoas com falta de algum conhecimento, informação ate pk mtos qdo se referem á margem sul é apenas á zona de almada pk se lhes dissermos k somos do montijo não sabem onde fica e Alcochete mais ao menos por causa do Freeport…loooooooooool…. mas estamos cá nós, o pessoal da margem sul,” operários, campónios,etc” para os informar de que a “margem sul” vai mto mais para alem do k eles tem conhecimento…. e viva Montijo e Alcochete.

      • HRamos 29/01/2016 às 19:37 #

        Sou do Barreiro e trabalho há muitos anos em Lisboa…muitos desses anos foram em Outsourcing pelo que saltava de empresa em empresa e quando descobriam que eu era do Barreiro surgiam duas conversas típicas:

        És do Barreiro??? Conheces o João?

        ou

        Este fim de semana fui almoçar perto da tua zona!
        EU: Onde? Ao Fundue!?
        Não sei o nome do restaurante mas fica no Montijo!

        • Anónimo 31/01/2016 às 18:51 #

          Desculpe mas o fundue fica na zona do Barreiro… Palhais penso eu.

    • Anónimo 05/09/2013 às 21:50 #

      Já agora também o Seixal, de gosto muito.

  3. Paulo Capelo 12/07/2012 às 16:26 #

    Ahhh!!! Se é isso concordo plenamente! No entanto não está a dar raia só aqui, hehehe!!! Aparece nesta página do fb: https://www.facebook.com/groups/216792068353532/443786582320745/?comment_id=443792348986835&notif_t=group_comment_reply

    • Factos de Treino 12/07/2012 às 16:34 #

      É um grupo fechado… não vi nada e na verdade não posso ir lá agora. Se houver malta a não perceber o “sentido” da frase, dá-lhe uns toque para virem aqui aos comentário ;-). Ficam logo esclarecidos!!!

  4. Célia 12/07/2012 às 16:35 #

    Olha viva mas é o Mira!!!! Granda spot e com people do best.
    A malta de lx parece q tem alergia à malta da magem sul, mas qdo o sol aparece é vê los enfiados nos carrinhos e pumba…. tudo na fila da ponte e pra q lado??? Margem sul! Mais… agora até vêm às compras ao Fórum quê???? Almada!
    Sou desta margem com mto orgulho e durante os anos q vivi na margem norte senti falta da minha margem!!! E mai nada!!!

  5. Ana Simões 12/07/2012 às 17:08 #

    Então Factos?? O problema da Margem Sul é o facto de ter sítio para estacionar e praias onde o vento não nos arranca a pele. Toda a gente sabe que o máximo do chic é andar uma hora às voltas para estacionar quando se chega de um jantar e ir para o Guincho comer areia – depois, quando nos encontramos todos à noite, temos de ter alguma coisa de que nos queixar, não é?

    • Paulo Capelo 12/07/2012 às 17:47 #

      Sim, é um grupo fechado, mas que eu posso aceitar quem quiser entrar e tu fazes lá falta, todos vocês fazem lá falta. O link do blog está lá e há mais pessoas a participar, por isso também vieram cá para ler o texto.
      Viva a Margem Sul!!!

      • Factos de Treino 12/07/2012 às 17:51 #

        Já lá vou fazer uma visita!! Mas explica ao pessoal do grupo que sim… a Margem sul não acaba logo ali pelos arredores de Almada.

        E atenção… este post era suposto esclarecer alguns mal entendidos que “algumas” pessoas menos “viajadas” continuam a fazer.

        VIVAM TODAS AS MARGENS!!! 😀

        • Paulo Capelo 12/07/2012 às 18:06 #

          Sim, já lhes disse que foi isso que me foi explicado aqui depois do meu comentário. 😉
          Aparece!

    • Mo Esmail 06/09/2013 às 23:58 #

      mesmo, conduzir na margem sul é um sossego, e há estacionamente a dar com o pau 😀

  6. Anónimo 12/07/2012 às 18:55 #

    WestSide… Miratexas e só não faço a cena com os dedos porque da ultima vez ficaram presos e foi uma trabalheira para voltarem ao normal… Malditas artrozes …

  7. Aciolinda Pinto (Roca) 13/07/2012 às 02:56 #

    Só um comentário… de uma “pató” que viveu muitos anos na margem sul (Miratejo e Laranjeiro):
    Gostei do texto apresentado e gostaria de saber quem é o autor (nome/pseudónimo), porque detesto textos anónimos…detesto gente que quer ser anónima… Beijocas, Roca (Aciolinda Pinto)

  8. Aciolinda Pinto (Roca) 13/07/2012 às 03:01 #

    Dá vontade de perguntar: és tu, Diogo? Beijocas e continuem com o vosso projeto!

    • Factos de Treino 13/07/2012 às 10:43 #

      Aciolinda: …seja lá qual for o projecto do Diogo, tenho a certeza que é espectacular e agradeço por ele 🙂

  9. Hugo Castilho 13/07/2012 às 05:47 #

    Pois é a Margem SUL é mesmo feia, horrível, detestável. Por isso não venham para cá, para as vossas casas de fim de semana, deixem as nossas praias. Essas então, são mesmo feias, até têm tubarões e alforrecas e a areia pica. O por do Sol no Ginjal com a ponte de fundo, é muito ruidoso e feio. Por favor, como morador na margem Sul há 35 anos aconselho. Não venham para cá. É do pior…..Deixem essa margem para o pessoal do Sul. Obrigado.

    • Factos de Treino 13/07/2012 às 10:47 #

      Xiiii cum caraças!!! 🙂 Aquilo que era para ser um desabafo esclarecedor, está a transformar-se numa declaração de guerra :-).

      Calma pessoal… há muita malta que fala do que não sabe em todo o lado. Conheço alguns que também não conseguem vir para o Chiado sem se perderem ;-).

    • Anónimo 06/09/2013 às 03:09 #

      muito bom. 😀 … é que é mesmo do pior .. 😉 não venham.

    • António Cabrita 06/09/2013 às 17:36 #

      e as filas para a ponte e do comboio nem se fala! Sempre cheio, atafulhado, atrasado e com imensos assaltos. Já vi pessoas airem de lá quase nuas.
      O IMI é horroroso, sempre nas taxas máximas, tal como as taxas de sanemaneto: 100% do consumo de água. Enfim, não se compreende. Talvez por ser um deserto.
      🙂

    • Anónimo 06/09/2013 às 22:16 #

      Estou contigo Hugo, eu que nasci e criada em foros de amora e a ver isto crescer com casas de fim de semana…..ai Aroeira o que estragaram…deixam a margem sul para quem a sabe aproveitar e tem orgulho nela.

  10. Anónimo 13/07/2012 às 11:12 #

    A margem sul vai até Sines.

  11. Anónimo 13/07/2012 às 14:59 #

    PROOOOOPZZZZ!! 😀

  12. Paulo Antunes 13/07/2012 às 16:02 #

    A margem norte vai até Bragança!! Morei em Lx muitos anos… Viva a margem Sul!!! abracinhos

  13. Paulo Sérgio Fernandes 13/07/2012 às 18:52 #

    Não conheço ninguém, repito ninguém da margem norte ( Lisboa e arredores) que fale com tanto orgulho (por vezes um pouco exagerado é certo) do local onde nasceu e/ou vive(u) como o pessoal de Almada e alguns arredores.
    Sou filho de Almada há 42 aninhos e cada vez tenho mais a certeza que dali não saio.
    bom fim de semana.

    • josh 10/09/2013 às 22:39 #

      Devias ouvir falar o meu cunhado…. para ele a Reboleira é tudo!!!!

    • Bruxa Mimi 31/12/2014 às 21:57 #

      É só falar com quem cresceu na linha de Cascais (perto da praia, não me refiro a quem viveu nas zonas interiores dos concelhos de Oeiras e Cascais – embora possa haver muita gente a ter vivido lá e ter adorado, claro!) e vai ver que falam com muito orgulho e que defendem que não há melhor zona…

  14. Anónimo 13/07/2012 às 19:13 #

    sou do seixal desde que nasci, a minha familia é do seixal ha bastantes gerações, e orgulho-me de morar no seixal, quando me cruzo com pessoal de lisboa a maior parte pensa que margem sul é so mitras, já cheguei a ser “gozado” por isso, dai achar que o pessoal de lisboa têm muito menos educação e sabem muito menos se comportar mediante várias classes economicas como, quando vêm chungas, claro que são assaltados guardam logo o telemovel cheios de medo, é so rir os betos de lisboa !

  15. Anónimo 13/07/2012 às 21:52 #

    Lisboa é muito melhor que MS, é isso que dizem os srs. lisboetas…… mas apenas durante a semana e de inverno….. porque mal espreita um raio de sol num sábado, é vê-los horas a esturricar nos carros, só para conseguirem aproveitar um bocadinho a Fonte da Telha, a Costa da Caparica, Sesimbra, etc……. pois é…….as da linha não são assim tão boas não é? Ah e é na MS que há gente má…por isso é q o arrastão foi aqui deste lado não é? PENSEM ANTES DE FALAR DA MARGEM SUL!! ADRORO MS

  16. MrEddie 13/07/2012 às 22:10 #

    Margem Sul são todas as freguesias pertencentes à câmara de Almada e Seixal!

    • supadupa 05/09/2013 às 16:21 #

      concordo!

  17. duh 14/07/2012 às 00:03 #

    Não existe margem sul acéfalos. É margem esquerda ou direita. E sim sou da mesma margem que vocês, mas daquela onde ensinam às pessoas o que é uma foz, uma nascente, margem esquerda e a direita. Eduquem-se

    • Jorge Galrito 05/09/2013 às 12:32 #

      Tendo em conta que a foz do rio Tejo está a correr de Este para Oeste, se calhar margem Norte e Sul não está assim tão errado, não!? Ou vá lá, se for preciosista, a foz vai de És-nordeste para Oés-sudoeste, e aí dou-lhe razão, as margens não são Norte e Sul, são Nor-noroeste e Su-sudeste.

      • Ricardo 05/09/2013 às 21:55 #

        Um video nao corre sempre para este ou oeste ha alturas em que corre para norte ou para sul, por esse motivo nao faz qualquer sentido dizer margem sul ou norte, porque se o rio faz um “S” vertical de repente tens a margem sul a virar margem norte.

        Um rio tem margem esquerda e direita em relaçao à foz. Ainda assim termo depreciativo ou nao, se dizem que sou da Margem Sul, sou e tenho muito orgulho

        • Jorge Galrito 05/09/2013 às 22:03 #

          Sim, tem razão, mas estávamos a falar especificamente do rio Tejo, não estávamos? Nomeadamente da orientação em que desagua para o Atlântico.

      • Anónimo 06/09/2013 às 17:50 #

        Xiça agora aprendi alguma coisa….como sou do Barreiro …a unica certeza com que fiquei é que sou Português e o ponto cardeal correcto da margem …Obrigado

    • Anónimo 29/01/2016 às 00:52 #

      Bem dito!

  18. Pedro 14/07/2012 às 04:51 #

    cara pessoa que criou este post sem sentido. parem-se de fazer de vitimas, voces são uma zona como outra qualquer cá de portugal, não é por serem da margem sul que vos dá o direito de falar que os lisboetas teem medo de ir à margem sul. tipo cá em lisboa à muito mais sitios para ir do que a margem sul quando não tá sol, e como a vida tá cara porque raio haveriamos de ir até ai? pra gastar gota e fazer-vos felizes? são assim tão sozinhos?…. no verão quem quer praia vai à praia que mais gosta não interessa o sitio por amor da santa, sou livre de ir onde quero.
    gangs na margem sul? só porque teem um nome mais “terrivel” que lisboa, não significa que aqui em lisboa seja tudo bue limpinho e “violence free”. lol

  19. Anónimo 14/07/2012 às 16:31 #

    É incrível como este meu povo arranja assuntos para se dividir em vez do contrário …. 1º Lisboa vs Porto agora Margem Norte vs Margem Sul !! até parece que não há mais nada como nos preocuparmos enquanto povo… .
    Considero este blog ótima ideia enquanto roteiro de descoberta da Margem Sul que tem sítios e gente espetacular, falo com conhecimento de causa, e gente e sítios que não valem um caracol como a todas as margens.
    Façam o favor, não se distraiam com ninharias…. senão quando dermos por isso teremos uma “coleira” ao pescoço e aí as Margem, vão ver, são completamente indiferentes, eles têm “coleiras” para todos 😉

    • Factos de Treino 14/07/2012 às 19:01 #

      Xiiiiii…. A guerra que para aqui vai :-). É assim mesmo pessoal, toca a exorcizar o que vos vai na alma!! Mais vale isso do pegarmo-nos todos à pancada. Embora alguns de vocês pareçam mortinhos por isso :-). Relaaaxem…
      Esclareçamos alguns pontos para não haver equívocos:
      1- a margem sul é a margem sul, seja lá qual for o nome cientificamente correcto. Ninguém é mais burro por chamar aspirina ao ácido acetilsalícilico. Certo!?? Não me venham cá com esquerdas e direitas.
      2- eu, factos de treino, orgulhosamente nascido e criado na margem sul, hoje vivo no coração de lisboa e adoro. Penso que isto também acaba com a premissa de guerra que querem dar a este post.
      3- este post é um desabafo perante a quantidade de aberrações que continuo a ouvir dizer sobre a margem sul, o transito na ponte e o raio que parta.
      4- gente boa e gente burra há em todo o lado. Embora, normalmente, esse tipo de comentários venha mais da gente burra.
      5- concordo com quem disse que de divisões já estamos bem servidos. Fazer deste post mais um motivo para isso, é apenas… Descabido.

      Vá… Agora descarreguem aí.
      Para mais conversa sobre tudo e sobre nada. Juntem-se ao Factos de Treino no facebook. Não tem portagem e são todos bem-vindos.

      Abraço!

    • Anónimo 29/01/2016 às 14:24 #

      Cabeça de andorinhas, experimentem chegar de carro a Lx de manhã em hora de ponta para quem vem de odivelas, ou cascais/A5, IC19,… e verifiquem que me meto no Marquês de Pombal em menos de 15 min.. Moro em Almada, e garanto-Vos que vejo mtos camelos do norte de Lisboa parados enquanto eu me meto no centro em minutos…

  20. Mr.FC 14/07/2012 às 20:37 #

    Nunca morei na margem sul, sou lisboeta de gema e adoro a margem sul. Quem conhece as suas gentes sabe que são um tipo especial de empreendores, uns amigos do c”#$%&, uns músicos de eleição, uns opinadores natos, uns conhecedores e divulgadores de muita coisa culturalmente irrepreensível. A sua influência em muita movida a norte da ponte é inegável e salutar. Praia e caracóis há em muito lado!

    • Factos de Treino 14/07/2012 às 20:56 #

      Mainada!!! Grande Mr. FC 🙂

      • Paulo Capelo 15/07/2012 às 18:50 #

        É engraçado ao que isto chegou (risos). Nunca na vida levaria esta “discussão” tão a sério, como certas pessoas aqui parecem ter feito. É claro que adoro e defendo a Margem Sul, mas calma pessoal, é só um ponto de vista. Não sou bairrista a esse ponto. Defendo, falo bem, mas também sei que tem os seus defeitos, como qualquer zona do país…ou do mundo! Não sou fundamentalista. Para além disso, não querer que o pessoal da margem norte (escrevi tudo com minúsculas repararam 😉 ) venha a este lado, não é muito inteligente da nossa parte. Queremos turistas, ou não? Queremos que, pelo menos, durante três meses no ano nos ajudem a pagar a portagem (e agora em Agosto também a pagam), por isso, reflitam um bocadinho. Orgulhosos, sim, mas parvos não, tá? Não me estou a dirigir a ninguém em particular e falo disto na boa. Ainda para mais o autor do blog é emigrante…ai, ai (rolling eyes).
        Abraço e bjs.

  21. Anónimo 15/07/2012 às 18:36 #

    Margem Sul não são só as freguesias de Almada e Seixal. Sou da Moita e considero-me como sendo da Margem Sul! E as praias boas da Margem Sul não são só as da Costa da Caparica. Os da Margem Norte vão para lá porque é mais perto. Se a Arrábida fosse mais perto, não queriam mais nada 🙂
    Almada, Seixal, Montijo, Alcochete, Barreiro, Moita, Palmela e até Setúbal são Margem Sul. Quiçá Comporta onde passei um dia de praia fantástico ontem… Afinal é distrito de Setúbal, tal como Almada!

    • Anónimo 07/09/2013 às 10:00 #

      Comporta é margem sul mas é do Sado. Isso já não conta.

  22. Anónimo 15/07/2012 às 20:02 #

    E ainda há quem diga que a outra margem já é Alentejo =S Também já me aconteceu xD

  23. sandra 22/08/2012 às 20:03 #

    bem, tenho a dizer k isso é como tudo, existe pessoal na margem norte k não curte a margem sul mas o contrário tb existe. Outra realidade é k falta de informação tb existe, ninguém tem a culpa da cambada de pessoas menos inteligentes k andam por ai. Não sou da margem sul, mas gosto dela como se tivesse nascido ai, e não tem nada a ver com as praias, tem a ver com as optimas pessoas k conheço e com a vida k ai vou fazendo.

  24. manuel 23/08/2012 às 19:07 #

    Pois é!!!!!!!
    Alguma desta cambada de anormais apenas nasceram na maternidade alfredo da costa,porque os paizinhos vieram de trabinca de cima. Vieram em cima de uma tábua, com uma mala de cartão cheia de nada.
    Há!!!!!!!!!!! è não esqueçam que esses ´papázinhos e mãezinhas nem os dentes lavavam. A margem sul é tudo de bom e tudo de mau. Mas não é o Intendente, nem o Bairro Alto nem o Casal Vantoso, etc, etc.
    Aprendam seus bimbos

  25. Diana 21/05/2013 às 18:25 #

    Factos! Ainda bem que a wordpress te fez este resumo, senão eu nunca teria descoberto esta pérola sobre a minha Margem Sul! Awesome!! 😀 (e os comentários que aqui andam, senhores!)

    • Factos de Treino 21/05/2013 às 23:58 #

      Diana:
      Propz para ti!!! Respect!

    • Anónimo 06/09/2013 às 10:42 #

      é verdade, o que as pessoas fazem por aparecer, a margem sul ou martim moniz… tudo a mesma coisa ou nada a ver… são importâncias que se assumem “but who cares..”, pessoas que deviam ter um cão e consultar o Cesar para perceberem que isto tudo é a extensão do seu próprio ego, falassem de margens ou de algálias.. que às há… muitas no Garcia da Horta. Mas foi divertido. beijinhos e abraços! ps: “trabalhei mais de 10 anos na margem sul e gosto de lá voltar mas gosto mais do Alentejo…”

  26. Anónimo 24/05/2013 às 21:50 #

    Tu es um granda nerd!!!!

  27. Mafalda 05/09/2013 às 12:31 #

    Este texto exprime exactamente o q eu penso. É incrível.
    Detesto q digam “ah és da margem sul”, com desdém ou ar de quem acha q venho de muito longe ou de um sitio manhoso, quando digo q venho de Almada. A minha cidade tem um nome, nao se chama margem sul. Eu tambem nao digo a um lisboeta “ah és da margem norte”. Digo que é d lisboa, oeiras, cascais, sintra… porque cada cidade tem o seu nome e nós sabemos perfeitamente de q lado do rio fica, é ridiculo discriminar margens.
    E põem-se logo a dizer “ah conheço um amigo no barreiro” ou “ah, conheço bem a moita” (que pra mim fica super longe. Tenho ate q apanhar um barco primeiro pra lisboa se quiser ir da minha casa ate ao barreiro)
    Cheguei a deixar de ser contratada pq achavam q ficava mto longe pra mim qdo, na verdade, me punha la d transportes em 15min (era so atravessar a ponte q nao passa de uma estrada d acesso)
    Preferem quem demore uma hora no transito a vir de cascais ou de odivelas só por ser na margem norte?? Isso pra mim não faz qq sentido.
    Quanto à violência, tudo não passam de mitos infundados. Considero muito mais perigosas zonas como massamá, damaia, chelas, alcantra. Quando falam mal da margem sul esquecem q ha zonas bem piores na margem norte. E almada, na minha opinião é uma cidade segura ao contrario talvez de outras zonas bem específica da restante margem sul q vai daqui ate sines (como alguem ja disse lol)

  28. A Verdade 05/09/2013 às 13:35 #

    Já agora para quem considera que a Margem Sul é feia, eu concordo. Mas a Margem Norte também não lhe fica à frente. Grande parte dos concelhos de Lisboa, Oeiras, Mafra e Cascais safam-se, mas o resto é de um horror que só comparado com os paises do terceiro mundo! Praticamente toda a linha de Sintra (incluindo o concelho da Amadora), Odivelas, Loures e Vila Franca são sitios tão feios, tão incaracterísticos, tão cheios de construção e urbanismo pato-bravo que deveriam pensar duas vezes antes de falar da Margem Sul. A Margem Sul tem o concelho do Seixal que é de facto terrível mas tudo o resto tirando uma ou outra localidade de Almada e Barreiro, é minimamente aceitável. Pensem duas vezes meus amigos.

    • supadupa 05/09/2013 às 16:34 #

      Gostava de saber em que é que se baseia para dizer que o concelho do Seixal “é de facto terrível”. Se calhar nunca visitou as zonas ribeirinhas do Seixal ou da Amora… sei que não tem grande coisa para ver mas não percebo porquê salientar o Seixal quando os outros também não têm grande coisa que interesse ver.

      • A Verdade 09/09/2013 às 00:46 #

        Em que me baseio? Em tudo! Desde quando o facto de ter um passeio ribeirinho arranjado muda o facto de ser um dos concelhos na sua generalidade mais feios e desorganizados deste pais? Corroios é terrivel, salva-se o centro de Miratejo que até tem uma certa coerência urbana. Amora é feio por todos os lados até mete pena as pessoas que vivem naquele esterco de sitio. Arrentela idem idem, cruz de pau idem… haja paciência!

  29. Gustavo Vieira 05/09/2013 às 15:18 #

    Excelente post. Parabéns. Dá-me vontade de fazer um texto “Amora não é Seixal”, que também é algo que tenho de esclarecer à malta que não entende isso.

    • Paulo Capelo 05/09/2013 às 16:08 #

      Boas,
      por acaso até acho bonita a baía do Seixal, por exemplo.
      Ha também um parque com relva, nas Paivas, se não me engano, que é um sítio agradável. E há mais, mas sim, concordo que também há zonas feias e outras inacabadas.
      Quanto a pessoal potêncialmente perigoso, isso infelizmente é de norte a sul, havendo uma ou outra zona com maior concentração, mas sem dúvida que o maior número encontra-se no distrito de Lisboa.
      O estígma da ponte é algo inesplicável, mas agora no verão é vê-los na Costa da Caparica “às paletes” e depois apanham filas e pensam que é sempre assim e a toda a hora…ai, ai…

    • Seixales 05/09/2013 às 16:33 #

      Claro! Nem Cruz de Pau é Amora.

  30. Joni Pupila dilatada 05/09/2013 às 18:35 #

    loooool

    isso é ser muito ressabiado x)
    medo?
    Ve-se mesmo é que os meninos da margem sul não conhecem pra lá de lisboa….

    vem então à amadora, a sintra, a rio de mouro, à damaia…..
    e Vês o medo que tens!

    e correcção: margem sul é muito vago, pode ser almada, como setubal, como cabo de sagres…..

    aprende geografia!

    • cesar 05/09/2013 às 19:27 #

      Onde é que aprendeu a destinguir margem sul do sul de Portugal? Foi o seu professor que o ensinou, epá ,é que eu sou professor de Geografia e se me desse essa resposta num teste, chumbava-o logo.

    • Paulo Capelo 05/09/2013 às 20:44 #

      Oh Joni, não podes ter a pupila assim tão dilatada meu, LOL!!! ?

    • paulo gomes 08/09/2013 às 04:45 #

      antes da ponte 25, a margem sul era só onde ia parar o barco que trazia toda essa gente de lisboa para trabalhar na fábrica da Quimigal no Barreiro, e hoje quando se fala da margem sul ou norte nao se esqueçam que estamos a falar das margens separadas pelo rio tejo e esse nao vai nem até setubal nem até ao cabo de sagres, mas enfim eu nao sei nada de geografia éééééééé tenham dó

  31. cesar 05/09/2013 às 19:13 #

    Pelo que li aqui, estao a esquecer-se de uma coisinha ” margem sul” nao pode ser levado a letra, nao se trata só de montijos, seixais, laranjeiros e blabla bla, existe uma grande cidaaaaaaaade na MARGEM SUL CHAMADA SETÚBAL onde o Mourinho NASCEU onde temos uma das mais lindas baias do MUNDOOO, ONDE ESTAO OS FAMOSOS GOLFINHOS DO SADO e do outro lado, a magnifica troia com todo o seu explendor, já para nao falar de uma das mais belas serras de PORTUGAL que se chama …ARRABIDA com uma das 7 maravilhas de portugal… o PORTINHO DA ARRABIDA. Para os tot´s que só acham que margem sul é até ao Montijo, fica aqui a correção… ah já agora nao se esqueçam da lindissima Sesimbra…..DAHHHHHHH!!! TRISTEZA, só falam de Setubal quando acontece alguma coisa de mal de um unico bairro problematico que comparado com certas zonas de Lisboa, parece um Paraíso mas todos se esquecem das lindas praias, pubs, todo o estilo de peixe, o famoso choco frito… tuuudooo. olha, façam o seguinte…vão ao youtube e vejam a linda PAISAGEM DA ARRABIDA, TROIA E RIO SADO E DESLUMBREM-SE COM TAMANHA BELEZA!

    • cesar 05/09/2013 às 19:24 #

      Margem sul nao é o mesmo que o SUL DE PORTUGAL…Margem sul engloba a peninsula de SETUBAL, sim, é uma peninsula porque na parte norte temos o tejo e na parte sul temos o sado, é por isso considerada uma peninsula… fica aqui mais uma vez a correção de quem acha que a margem sul vai até ao Algarve!

    • Tiago Santos 06/09/2013 às 20:48 #

      Devo contestar sobre esta resposta! Setubal nao deve ser considerada Margem Sul do Tejo, mas sim Margem Norte do Sado! 😉 Cada um com o seu Rio..

  32. Anónimo 05/09/2013 às 19:21 #

    por acaso, é errado dizer-se Margem Sul. Somos é Margem Esquerda do Rio Tejo 8-| ahah
    VIVA À MARGEM SUL/ESQUERDA!!

  33. Daniel 05/09/2013 às 19:40 #

    E falta dizer que da Margem Sul se tem o que Lisboa nunca terá: uma vista extraordinária para Lisboa, à beira rio!

  34. Mike 05/09/2013 às 20:32 #

    Adorei o texto! Vem ao encontro das minhas frustrações.. Vim de Sintra viver para o Seixal e tal como grande parte dos “sulistas” trabalho em Lisboa. Acho engraçado a forma como pessoal de Mem-Martins me diz que venho de “Bueéé longe” ou que Margem Sul tem bué gandolagem como se na Tapada Das Merces ou no Cacém ou na Rinchoa se pudesse viver com a porta de casa destrancada… ou que devo pagar bué de passe quando na realidade pago menos 20 ou 30 euros do que eles… E já agora ao autor a travessia de barco em Cacilhas é menos de 10 minutos… Parabéns pelo texto!

    • Paulo Capelo 05/09/2013 às 20:48 #

      Gostei!!!! Excelente exemplo. 😉
      Isto não é perfeito, mas também não é o que pintam.

  35. Rita Valentim 05/09/2013 às 20:32 #

    Sou de Lisboa e é com muito orgulho que saúdo a bela Margem Sul, as suas praias fantasticamente maravilhosas, a vista que me dá da minha cidade (são poucos os Lisboetas que sabem apreciar a sua cidade viste de fora), os amigos fantásticos que aí tenho e as belas noites que ai passei só porque sim… são poucos os minutos que nos separam mas se fossem mais continuariam a ir… Um viva para ambas as margens pode ser? abreijos

    • Paulo Capelo 05/09/2013 às 20:56 #

      Para ambas as margens, concordo!

  36. Anónimo 05/09/2013 às 20:37 #

    Sim, realmente o pessoal não tem a noção geográfica da Margem Sul… (conheci uma rapariga de Lx que achava q era mais rápido ir de Almada a Setúbal do que de Almada a Lx… Tudo porque segundo ela: “Fica tudo a mesma margem” -.-”)

  37. capricano com orgulho 05/09/2013 às 20:40 #

    Sou da ‘margem sul’, como tantos outros, sou da terra de pescadores, da margem de gente alternativa, da margem da revolução, da margem que toda a gente, que pertence a outra, faz cara feia, mas quando não há dinheiro, a costa de caparica, troia, arrabida, etc… Já serve para às férias poupadas. Do outro lado do rio, do meu lado, há coisas más, mas há sossego, qualidade de vida e um orgulho inigualável.

    Abraço a todos aqueles da nossa margem 😉

    PS: e o alívio que é quando se passa a ponte e sentimos que já estamos na margem da tranqüilidade??? Fica o pensamento 😉

    • Paulo Capelo 05/09/2013 às 20:50 #

      Lindo o pensamento 🙂
      Vivo na MS e trabalho na Costa.

  38. Anónimo 05/09/2013 às 20:46 #

    a margem sul só tem um problema…….é a merda que vem da margem norte………..

    • Paulo Capelo 05/09/2013 às 20:53 #

      Isso é para teres polémica é tal, para responderem ao teu post…hummm. Não curti…mas também ‘tou-me a cagar!

    • Anónimo 06/09/2013 às 01:49 #

      Vai deixar dinheiro nas praias da Caparica ou queres que a câmara comuna de Almada afunde de vez

  39. Diz Creto 05/09/2013 às 21:09 #

    Costa DE Caparica (sim, DE Caparica e não DA Caparica como muitos teimam em chamar) é onde nasci e fui criado. Infelizmente tive de me mudar para…sul, estou no Algarve. MS orgulho, sempre! parabéns pelo esclarecimento aos “tótós” de todas as margens.

    • Paulo Capelo 06/09/2013 às 13:17 #

      Lenda da Caparica

      Lenda da Caparica

      Quem, em Lisboa ou arredores, não conhece a Costa de Caparica, esse extenso areal que nos fins-de-semana e no Verão acolhe como uma mãe milhares de corpos em busca de sol e mar! Mas quantas dessas pessoas conhecerão na realidade a história que deu o nome ao areal onde estendem os corpos e distendem os espíritos nos quentes dias de Verão?
      Pois tudo começou numa tarde, há longos anos, uma tarde calma e branca de calor em que o sol teimava em deixar-se morrer lá para o outro lado do mar. Nessa tarde, olhando a bola de fogo que inevitavelmente ia mergulhando no mar, estava a menina sentada na rocha. Parecia não ter pressa, como quem detém o segredo do fluir do tempo fechado na sua mão; mas podia, também, estar apenas à espera de alguém.

      Há já um grande bocado que o velho a observava, e ela nem dera por isso. E o velho esperou que viesse alguém que não veio. O sol morreu, o dia ficou anil e a menina ali, sentada embrulhada na sua capa. O velho perguntou-se pela milésima vez quem seria aquela criança e, falando alto, disse:
      – Quem esperas tu, menina?
      – Ninguém! Estou sozinha!
      – Como te chamas?
      – Não sei. Costumam chamar-me Miúda.
      – Olha, Miúda, porque estás sozinha?
      – Também não sei. Estive sempre assim.
      – Donde vens?
      – Venho da estrada. Só conheço os caminhos. Por onde passo dão-me de comer.
      – E essa capa, quem ta deu, Miúda?
      – Tive-a sempre. É a única coisa que tive sempre.
      O velho estava admirado. Como era possível que uma menina tão pequena andasse pelo mundo sem eira nem beira, sem saber sequer o seu nome. Teve pena da miúda e teve pena de si. Também ele era só.
      – Queres ficar comigo, Miúda ? – perguntou subitamente.
      – Pode ser. E fazemos o quê?
      – Tu vais crescendo e eu envelhecendo. Aceitas?
      – E moras aqui, ao pé do sol e do mar?
      – Aqui mesmo. Ali, naquela casinha no alto do monte – indicou o velho.
      – Bem, então fico contigo.

      E ficaram juntos, ele a envelhecer, ela a crescer. Viviam com o que havia: o sol, o mar, os mariscos das rochas. Ele ensinou-lhe a falar a Deus, esse Deus que todas as manhãs aparecia resplandecente ou encoberto e pela tarde adormecia enterrado no mar ou na serra. Ela ensinou-lhe a olhar as coisas como se em cada dia fossem outras e novas.
      Mas um dia o velho achou que era tempo de ir-se embora. Pediu à Miúda a capa dela porque tinha frio. Ela pôs-lhe a capa sobre o corpo estendido no catre, deu-lhe mão e deixou-se dormir juntamente com ele. Só que, quando ela acordou, ele não respondeu à sua chamada e já não forma juntos cumprimentar o sol.
      A miúda não chorou. Sentiu a falta do seu velho companheiro, mas… ela sabia que a sua vida era estar só, sabia que só o momento era companheiro. Por isso ela não chorou. Enterrou o velho numa sepultura perto da igrejinha da Senhora do Monte e deixou de chamar-se Miúda. Escolheu para si o nome de Mulher.
      Nas velha casa do velho passou a viver a Mulher, solitária. A sua vida era ainda a mesma vida de antes, com o sol e o mar, a lua e as nuvens. O seu alimento, os mariscos. As suas vestes, a velha capa. Todos os dias subia ao alto do monte e rezava. Não entrava na igreja porque a sua abóbada era o céu, os pilares, as árvores, o altar o mar. Junto do túmulo do seu velho amigo pedia à Senhora do Monte que deixasse o mundo sempre belo e cheio de gente que ela pudesse olhar e ver. E a Mulher viveu na velha casa do velho companheiro, tantos anos que lhe perdeu a conta porque nunca os contou. Era solitária mas não estava só. De dentro de si brotava a luz do sol e da lua que bebera todos os dias e todas as noites da vida.
      Certo dia, reparou que a gente da zona começava a olhá-la estranhamente, como se tivesse medo dela. Não atinava porquê, porque ela nada mais era do que Mulher, velha e solitária, a Mulher da capa que afinal todos conheciam desde sempre. E agora ouvia baixinho, quando descia à aldeia: «Bruxa, bruxa!».
      Entristeceu. Entristeceu porque desconhecia que o desconhecido mete medo às pessoas. Porque não sabia que os solitários são estrangeiros, e, como estrangeiros, estranhos, e, porque estranhos, mágicos e poderosos. E porque não sabia que de dentro de si saía uma luz desconhecida quando no alto do monte erguia os braços ao sol ou à lua na sua saudação diária.
      E as pessoas foram contar ao Rei, que como senhor das gentes tem de ser dono das mentes. E o Rei mandou chamar a Mulher:
      – Mulher, dizem que és bruxa!
      – Real Senhor, já sou só uma velha.
      – Dizem que és poderosa, que fazes ouro e malefícios?!
      – Oh, meu Senhor! Sou tão pobre que só tenho esta capa desde que nasci.

      Quedou-se o Rei a pensar. Olhou a Mulher e viu que era verdade. Mandou-a embora com vergonha de ter visto o que os outros não tinham visto.
      O tempo fluiu como passam os dias e as noites. O mundo todos os dias foi sendo outro e outro. Só as gentes não mudaram o seu pensar e, por isso, um dia, quando souberam da morte da Mulher pelo dobre dos sinos da Senhora do Monte, acorreram à velha morada, cheias de curiosidade.
      Ali estava o corpo da Mulher, agora sim, só estendido no mesmo catre que servira ao velho companheiro. Sobre o corpo a velha capa, sobre a capa um papel, para o Rei. Nesse papel ela dizia:
      « Meu senhor. Deixo-vos a capa que tenho desde que nasci. Encontrei nela todo o ouro que diziam que eu tinha: foi o meu velho companheiro que, antes de se ir embora, aí o meteu. Eu nunca o tinha visto e agora que o vi não preciso dele. Utilizai-o nesta terra para que todos tirem dele o que mais desejarem. Afinal, a minha capa era uma capa rica. Que o meu Deus vos abençoe.»
      Calaram-se as gentes, porque há momentos em que só o silêncio é dono das vontades. Talvez, quem sabe, se tenha calado o mar, por um momento, ou tenha marulhado, pela Mulher, uma oração ao Sol.
      Foi assim que esse areal, hoje pejado de corpos nos Verões do tempo, tomou o nome de Caparica, em memória de uma Mulher que ali apareceu um dia, quando era Miúda, vinda dos caminhos da terra, coberta por uma capa já velha.

      FONTE: http://www.costadacaparica.com.pt/pag.asp?pag=11&t=Lenda-da-Caparica

  40. Wally 05/09/2013 às 21:43 #

    Margem Sul é só Almada e Seixal?
    E a Moita, Barreiro, Montijo, Palmela, etc… não contam?
    Sou da Moita, com muito gosto, dificilmente daqui sairei…

  41. Anónimo 05/09/2013 às 23:29 #

    Mais gente que tambem nao sabe o que dizer, a Amadora, Odivelas etc tem sitios maus, mas tambem nao sao todos, tao a falar mal de sitios q tambem nao conhecem e a criticar como se queixam que criticam quem é da margem sul, please

    • A Verdade 09/09/2013 às 01:00 #

      Amadora e Odivelas são 99% muito maus. Amadora tem algumas zonas em Alfornelos bem planeadas e o centro da Amadora também não está mau a nivel de planeamento mas a estética urbana é de ter pena daquela gente de tão feia que é. Em Odivelas está tudo mal, não se safa nada. É tudo feio e muito mal planeado, um verdadeiro circo de especulação imobiliária que já destruiu qualquer tentativa desta área metropolitana ser sustentável. Até o empreendimento Colinas do Cruzeiro é francamente mal planeado. Tenho pena de si que ainda não compreendeu o significado de qualidade de vida em ambientes urbanos.

      • Anónimo 09/09/2013 às 21:41 #

        Colinas do Cruzeiro é um bairro de elite e galardoado ao nível dos melhores da Europa. Alfornelos é feio, antigo e vizinho da “terrível” Buraca. Assim cai por terra uma argumentação de palavras bonitas.

        Conte lá à malta de você onde é, talvez consiga rir um bocadinho..

        • A Verdade 10/09/2013 às 14:42 #

          Você tem razao, Alfornelos de facto não é o melhor exemplo, embora tenha algumas qualidades a nivel de urbanismo não são suficientes para estarem aqui a ser referidas. Da mesma forma o empreendimento Colinas do Cruzeiro não vale a pena ser referido. O planeamento é terrivel na sua generalidade e a densidade é super excessiva para a zona onde foi implantado. A Alta de Lisboa sim é um exemplo positivo de construção de raiz bem sucedida a nivel de arquitectura e urbanismo que me faz pensar que ainda temos alguns bairros capazes de rivalizar com o que se faz por essa Europa fora. Tem problemas claro, mas na generalidade não é o circo desordenado das Colinas do Cruzeiro.

  42. barragon 05/09/2013 às 23:33 #

    A MARGEM SUL NAO PRESTA,MAS VOCES VEEM CA LAVAR AS NOSSAS PRAIAS,DO MECO,DA TROIA,DA CAPARICA,DE SESIMBRA,DA ARRABIDA,DA FONTE DA TELHA,AS PICHAS,AS CONAS,OS TOMATES E AS MAMAS,A MARGEM SUL NAO PRESTA,MAS VEEM CA COMER O CHOCO FRITO DE SETUBAL,AS CALDEIRADAS DE SESIMBRA,O ARROZ DE MARISCO A ALCOCHETE,O LEITÃO A QUINTA DO CONDE,AS TORTAS DE AZEITÃO,OS VINHOS DE PALMELA E FERNANDO PÓ,OS QUEIJINHOS DA QUINTA DO ANJO,A MARGEM SUL NAO PRESTA MAS VEEM PASSEAR AO CABO ESPICHEL,A TROIA,A PALMELA,A AZEITÃO,A CAPARICA,AO MECO,A ALCOCHETE,A MARGEM SUL NAO PRESTA,MAS VEEM PARA CA JOGAR GOLFE NA AROEIRA,NO PERÚ,NA TROIA,A MARGEM SUL NAO PRESTA,MAS VEEM PARA CA VIVER,PARA ALCOCHETE,MONTIJO,PINHAL NOVO,AROEIRA,AZEITÃO,PALMELA,SESIMBRA,QUINTA DO CONDE,QUINTA DO ANJO,E ISTO NUNCA MAIS ACABAVA.

    • Nadia 06/09/2013 às 00:15 #

      E para ir às LARGADAS da FESTA da MOITA!!!
      Lolol

    • Anónimo 06/09/2013 às 00:42 #

      Fica com elas as praias copa cabana dos pobres só zucas deve ser lindo até o Cristo está de costas voltadas para vocês

  43. Anónimo 05/09/2013 às 23:34 #

    Margem Sul margem norte gente burra

  44. Anónimo 05/09/2013 às 23:51 #

    Para todos! Eu sou de Portugal que é um país lindo! Seja na margem sul ou norte, esquerda ou direita de que rio for!!! Vão-se tratar!

  45. Anónimo 06/09/2013 às 00:38 #

    A ponte 25 de Abril que vai para a margem sul não sai do centro de Lisboa mas sim de Alcântara , tens que vir mais vezes à civilização

  46. Anónimo 06/09/2013 às 00:48 #

    Seus cús margem sul vai até albarracín onde nasce o tejo! mas certamente que por terras de aragon não há preconceitos tão definidos

  47. VS 06/09/2013 às 01:10 #

    Nasci em Lx, sim, na Maternidade Alfredo da Costa (e garanto desde já que os meus pais não vieram de uma terriola qualquer e sempre lavaram os dentes, são ambos de Lx), mas sempre vivi em Almada, concelho onde resido até hoje e que orgulhosamente defendo pela qualidade de vida que me proporciona. Adoro Lisboa, considero-a a cidade mais bonita do mundo, adoro visitá-la em turismo. Não troco a MS por sítio nenhum para viver, por tudo de bom que várias pessoas anteriormente já referiram. Tenho pois imenso orgulho em dizer que sou da MS. E também já assisti a conversas de “desdém” em relação à MS, vindas de pessoas residentes em Massamá (um exemplo !!!) mas que depois de algum esclarecimento, se revelaram naturais do Montijo. Coisas que se ouvem que justificam plenamente o seu texto. Parabéns.

  48. Anónimo 06/09/2013 às 01:40 #

    Este texto é muito incoerente. Devia saber que qualquer pessoa do Montijo até Setúbal se identifica como sendo da margem sul.

    Bom uma coisa é certa. A margem sul é “margem sul power” e “bué de fixe” e acho bem que a defendam mas é para Lisboa que vêm trabalhar e estudar, isto é facto puro e duro.

    Se a ponte cair ( espero bem que não) vocês é que ficam à arder, isso é certinho.

    Em todo o caso adoro este provincianimo português

    meus amigos Portugal é uma aldeia, não se chateiem mais.

    • Anónimo 06/09/2013 às 02:27 #

      “Se a ponte cair ( espero bem que não) vocês é que ficam à arder, isso é certinho”. Sim porque se nao houver acesso à GRANDE Lisboa, ficamos todos à arder, a vida acaba na margem sul! -.- Enfim, lá com a sua subtileza o dono do comentário entre aspas, é um de muitos ignorantes que o texto do Facto de Treino expõe. Bairros “perigosos”, roubos.. há em todo lado. Triste é fazerem da Margem Sul, o mito de que isto é o total degredo da criminalidade. Já agora sou da Amora.. onde curiosamente por esta altura se festeja a Festa do Avante, onde vem gente de todos os pontos do país, ja para nao falar das praias que muitos fazem questão de atravessar a ponte para virem frequentá-las.. São exatamente as mesmas pessoas que criam este mito. Excelente texto Facto de Treino 😉

      • Anónimo 06/09/2013 às 12:46 #

        Coitada da MS se não fizesse parte da AML, para onde vêm trabalhar e ganhar para comer

    • VS 06/09/2013 às 23:48 #

      Talvez o texto esteja “muito incoerente” mas, para não deixar dúvidas, gostaria de esclarecer alguns pontos: 1- Não estou geograficamente desorientado, sei perfeitamente que o Montijo fica na Margem Sul; 2- O exemplo que dei serviu para ilustrar a ideia de que, por vezes, algumas pessoas naturais da Margem Sul, quando vão viver para o outro lado, também alimentam esse preconceito contra esta banda; 3- Talvez por ficarem com a mente toldada pela poluição; 4- Sim, há uma característica de Lisboa que os que por lá estão não reparam mas, que da Margem Sul se vê nitidamente…uma neblina castanha de poluição que paira constantemente sobre a cidade; 5- Se a ponte cair, lamento destronar o seu “facto puro e duro”, não acaba a vida na Margem Sul, que é dotada de todos os sectores da economia, desde a agricultura a todos os serviços. Eu “vivo” na Margem Sul, não venho cá só dormir; 6- Trabalho na Margem Sul e demoro cerca de 10 minutos a chegar ao meu local de trabalho, mesmo que a ponte tenha caído; 7- Desejo-lhe muitas felicidades na “nossa” cidade de Lisboa que, como atrás referi, é de onde eu sou natural e uma cidade que eu adoro 8 – Certamente eu também continuarei a ser muito feliz na “minha” Margem Sul que me proporciona acordar de manhã com o chilrear dos passarinhos e me possibilita ir dar um mergulho à praia mesmo depois de um dia de trabalho.

      • António Cabrita 07/09/2013 às 11:06 #

        Se a ponte um dia vier a cair espero estar em casa (Amora) do que a trabalhar (Lisboa). Não acredito em atentados, como alguém tristemente já preconizou há uns anos, mas sim em sismos de grande magnitude o que será sinónimo de uma destruição sem par principalmente de Lisboa. Vias de transito (estradas, pontes, viadutos, tuneis) quer rodoviárias quer ferroviárias ficarão totalmente destruídas. Porventura o aeroporto também será sériamente danificado. A unica forma de aceder a Lisboa será por helicopetro, mesmo a pé será quase impossível.
        Assim, a margem sul, atendendo a um fenomeno de tal dimensão, de Almada a até às proximidades de Santarém (não antes) será muito mais poupada quer pelas caracteristicas geológicas quer pelas densidades populacional e de “obras de arte”
        Talvez as autoridades devam parar para racionalizar a ocupação do território, tendo também em conta um evento de tal dimensão.
        Esperemos que Lisboa – para não dizer Portugal – não se transforme num Tahiti.

  49. Anónimo 06/09/2013 às 02:59 #

    A todos aqueles que se queixam de Margem Sul ser ostracizada, deviam pensar um pouco antes de virem falar mal dos outros sítios. Apesar de nunca ter lá vivido, conheço bem a margem sul, especialmente a zona do Seixal e deixem-me dizer que tirando as praias a margem sul é igual a Amadora e muitos outros sítios da linha de Sintra. Como foi dito no post, pessoas boas e más,betos e chungas há em todo o lado, por isso esse pessoal que foi tão lesto a vir falar mal da Amadora (e da linha de Sintra) como se fosse algo saído de um “país do terceiro mundo” se calhar nunca deve ter passado ali no “pica pau”, na “quinta da princesa” ou no “Bairro da Jamaica”. Tal como os que falam aqui tem orgulho em serem da Margem Sul, eu tenho orgulho em ser da Amadora e compreendo na perfeição este post.

    • RB 06/09/2013 às 10:57 #

      concordo plenamente

    • A Verdade 09/09/2013 às 01:06 #

      Tanto a Margem Sul como a Margem Norte possuem sítios que parecem saídos do Terceiro-Mundo. A Amadora e toda a linha de Sintra é um deles, portanto não compreendo como é que consegue ter algum tipo de orgulho por um sitio tão incaracterístico e desumano como esse.

  50. M.S.H.C. 06/09/2013 às 05:00 #

    Devem tar a gozar Há bue de gente rica na Margem sul meus caros … Quinta da Aroeira … nem os riquinhos de lisboa … pobreza ya aos montes mas também há guita a montes eu fui criado num bairro pobre da margem sul mas não foi por isso que deixei de ter educação ou maturidade para o quer que seja a margem sul é o meu cantinho não há sitio no planeta onde me sinta melhor mas dizerem que não há ricos meu deus heheheheh aos montes como há pobres só a zona toda que vai de vale milhaços até azeitão do lado da praia é claro há muito mais gente rica que pobre posso vos garantir

    • isabel 06/09/2013 às 22:36 #

      Quinta da Aroeira?….só conheço o Aroeira golf, condomínio que se diz privado mas de nada tem…..uiii e está tão degradado, e mal falado á conta pouco pelos lisboetas que lá têm casa e se “acham”, e os famosos que lá vivem cheios de dividas, nem os jogadores de futebol que lá vivem escapam…..e a localidade de aroeira que está tão mal estruturada pelas casas outrora ilegais construídas pelos habitantes de lisboa e que agora reformados acham que têm ali a maior riqueza e se acham os maiores, margem sul é linda mas sem os lisboetas a estraga-la, por isso ainda bem que não gostam da margem sul.

  51. Pippo Inzaghi 06/09/2013 às 10:05 #

    Já se percebeu que quem escreveu isto é de Almada… e critica os os outros pela ignorância que ele próprio demonstra neste post…

    “Comecemos por algo básico.
    Se estiverem no centro de Lisboa, olhem para o rio. Aquela “terra à vista” que está logo ali do outro lado, é a Margem Sul. Incrível não é!? Tão perto…”

    e depois diz que…

    “Próximo passo é perceberem que a Margem Sul é grande mas não vai até ao Algarve. Parem por favor de me dizer que têm um amigo no Montijo ou que gostam muito de um restaurante em Alcochete.”

    Tão se atravessar a 25 de Abril vamos dar à margem sul, mas se atravessarmos a vasco da gama não???

  52. RB 06/09/2013 às 10:44 #

    Sou da Margem sul com orgulho e adoro passear na nossa capital que é das mais lindas da Europa, nós temos é de ter orgulho de sermos Portugueses, o grande problema da margem sul é de ter câmaras municipais comunistas que não deixam desenvolver os concelhos!!! atênção não sou partidario de nenhum partido

    • Anónimo 06/09/2013 às 16:08 #

      Em resposta ao ” não sou partidario” deixa mto a desejar . Em primeiro lugar , soude Almada e da minha Camara posso falar. Tem sido sp comunista, mas n pela grande percentagem de afiliados comunistas existentes nesta area. Mas sim, porque pleo trabalho bem desenvolvido da Presidente de Camara. Que evita por exemplo, q criem ou utilizem o espaço cm se fosse a lixeira q os outros não querem. Desde q nasci, q vejo a cidade crescer e sp com o devido desenvolvimento. Ora se alguém faz pela comunidade é óbvio q os eleitores não vão votar noutro. E temos um exemplo óbvio disso mesmo , embora corrupto, o ex -presidente da Camara de Oeiras, Isaltino Morais, fez mto pela sua comunidade e q eu saiba n é comunista. E a sua comunidade votou sp por ele.

  53. Anónimo 06/09/2013 às 11:00 #

    O artigo é verdadeiro serviço publico. Obrigado pela defesa de uma zona cujas acessibilidades não se comparam ao IC19, os bairros mais problemáticos nem chegam aos calcanhares de uma pedreira dos hungaros, as zonas chiques são tão nobres como as de Cascais ou Restelo, e que em saloiada perde aos pontos para qualquer cacém, massamá ou albarraque – Malta que more no centro de Lisboa a desdenhar, ainda vá. Agora, suburbanos da “margem norte” arvorarem em superiores aos suburbanos da margem sul, vá-se lá saber porquê.

  54. Horacio Tinoco Mendes 06/09/2013 às 11:10 #

    Meus caros,
    Eu moro em Lisboa.
    Como sabemos a margem sul foi constituida por pessoas mal formadas que queriam morar e trabalhar/roubar em Lisboa mas não tinham dinheiro.
    Assim foram para a margem sul ocupar um terreno e construir uma casa clandestina.
    Assim nasceu Almada.
    Como podemos ver as praias que referem é só terra batida e barracas. Começaram a arranjar no inicio da Costa da Caparica mas foi só para que a CMA pudesse chular os restaurantes e favorecer uns e outros.
    Até o Cristo Rei está de costas para vocês.
    Confesso, nasci em Almada, mas quando chegou à hora de me formar fui para a universidade em Lisboa e foi aí que fiquei a conhecer mundo.

    • Anónimo 06/09/2013 às 11:14 #

      Granda pachaço, deves ser um betinho de lisboa

      • Horacio Tinoco Mendes 06/09/2013 às 11:30 #

        Isso querias tu ter uma zona J no seixal, só se for com ciganos.

    • RB 06/09/2013 às 11:15 #

      isso significa que és filho de pessoas mal formadas e ladronas que te mandaram para Lisboa para te puder chular um dia mais tarde!!

      • Horacio Tinoco Mendes 06/09/2013 às 11:28 #

        Sim, isso queriam eles, mas sendo eles da margem sul já sabia com o que contar.
        Coloquei-os num lar clandestino em azeitão.

      • HB 06/09/2013 às 11:39 #

        Futuro politico/governante

        • RB 06/09/2013 às 11:47 #

          Pensei exactamente o mesmo!! é um triste

    • Anónimo 06/09/2013 às 13:33 #

      Pode ser formado, mas é pouco humilde. De certeza que a margem sul não sente a sua falta.

    • isabel 06/09/2013 às 22:40 #

      Almada não foi construída de forma ilegal, bem como Seixal, agora existe sim várias localidades envolventes e pertencentes a esses dois concelhos que sim foram construídas de forma ilegal mas a maior parte delas por Lisboetas que queriam ser os “maiores” e agora é vê-los por exemplo na localidade de Aroeira a onde estragaram a zona agora reformados a acharem que são ricos por terem, dizem eles, uma vivenda em forma de barraca.

    • António Cabrita 07/09/2013 às 11:20 #

      Meu caro, Almada e Seixal não surgiram no pós 25 Abril.
      Têm história e fizeram história durante séculos. Terras de Reis e principes. Por exemplo, rei Felipe II esteve em Almada por um mês a preparar a entrada em Lisboa e a posse do reino. Ambas as cidades forneceram água aos navios dos Descobrimentos a partir das suas nascentes, tal como as zonas de alcochete, moita e montijo forneceram sal. Curiosamente, por estas alturas o Montijo era uma especie de Almada de hoje, como sendo um dos locais que maior “transito” causava com Lisboa, pelo facto de ser o local que recebia os generos do sul e onde a travessia do rio era mais segura.
      Portanto vá lá estudar melhor a génese destas cidades ribeirinhas e tente compreender o que são meia-duzia de barracas ou de acantonamentos inseridos numa area muito mais vasta e quais os contextos economicos, politicos e sociais em que surgiram.

    • Sem nome! 09/09/2013 às 13:03 #

      Deves ter ficado a conhecer um belo mundo “DE MERDA”

  55. Dulcinea (levo barato) 06/09/2013 às 11:17 #

    Pó, quem é esse Horacio Mendes?
    Cortou o meu barato!
    Eu não acho isso não.
    Trabalho à muito na região de Coina entre Coina e Fernão Ferro e a galera é legal.
    Quem me quiser conhecer, cosntumo trabalhar um pouco depois da estação dos trains de Coina (só até às 18).

  56. RB 06/09/2013 às 11:53 #

    Isto já virou uma guerra \m/

  57. HB 06/09/2013 às 12:31 #

    Almada, Sesimbra, Palmela e Alhos Vedros eram 4 concelhos Medievais que pertenciam ao Concelho do Ribatejo na Margem Sul no sec XV

  58. o outro lado 06/09/2013 às 12:36 #

    Cova do Vapor. Já alguém ouviu falar? Pois é, é aquela praia lá para os lados da Costa da Caparica, já muito perto da Trafaria. Bem juntinho de bairro de pescadores (aqueles senhores que fazem chegar aos restaurantes o peixinho que todos gostamos de comer no verão, nas belas esplanadas da Margem Sul)…….Pois Cova do Vapor a praia de eleição da malta da Linha….é verdade malta VIP afinal vem toda para a Margem Sul. Viva a Margem Sul 🙂

    • Horacio Tinoco Mendes 06/09/2013 às 14:12 #

      A Cova do Vapor é uma praia maravilhosa.
      As suas águas limpidas do tejo e a construção ordenada são um regado da vista.
      Diz quem se banha que nos intervalos de futebol e novelas a água fica mais quentinha.

  59. Anónimo 06/09/2013 às 12:42 #

    também há malta da margem sul que tem muita lata, sempre a defender a ” aldeia gaulesa” mas se não viessem para Lisboa trabalhar morriam à fome.

    E todos sabemos que uma das razões para gostarem tanto da outra banda é o preço do m2 muito mais barato do que em Lisboa

    • Erudito 06/09/2013 às 14:27 #

      Isso da “aldeia gaulesa” e do m2 ser mais caro em Lisboa são grandes mentiras. Na margem sul não se criam galos, só pitbulls para as lutas a dinheiro. Também não sei que marca fabrica o m2 mas toda a gente sabe que o preço dos carros é o mesmo em todo o lado.

  60. Anónimo 06/09/2013 às 13:02 #

    Uma informação complementar, para quem tem ideia que a margem sul é a zona de gueto dos pobres , informo somente que a segurança social de Lisboa, presta mais apoios sociais na zona de Lisboa que toda a margem sul, dirão os mais atónitos ,mas Lisboa tem muito mais população , enganam – se, quando refiro margem sul, incluo os concelhos do Barreiro, Moita , Setubal, Palmela , para quem nao sabe é o 2 maior concelho no territorio Nacional , claro , Sesimbra que inclui o seixal e a sua má fama e claro Almada.
    Refiro ainda que a zona de Palmela a Vila Nogueira de Azeitão , é a 4 º do Pais com o metro quadrado mais cara, como o pessoal é pobre mete tendas na terra, como pensam os Lisboetas, mas alguem como o Senhor Ricardo Salgado teve a brilhante ideia de construir um dos condominios mais luxuosos do Pais e lá viver, como é homem que gosta de gente pobre, pois todos os dias vão ao seu banco pedir dinheiro o homem foi viver para perto do vizinhos de modo a criar boa vizinhança e pagarem -lhe os emprestimos.
    É assim , margem sul é a etiopia vista da outra margem , para aqueles que ambicionam viver nela, mas vem cá fazer ferias ou praia constantemente , senao houvesse as etares levavam com a merda dos pobres da margem sul e bem mereciam.

  61. Anónimo 06/09/2013 às 13:30 #

    Eu já fui muito feliz na margem sul! Muito mais do que sou em Lisboa! …

    • Anónimo 06/09/2013 às 14:05 #

      Troca de marido. Vai buscar um à Amadora para seres mais feliz.

    • Boa dica 06/09/2013 às 14:07 #

      Troca de marido.
      Arranja um na Amadora para seres mais feliz.

  62. Margensulense 06/09/2013 às 14:09 #

    Houve um individuo que uma vez me deu os parabéns por o “clube da minha terra”, o Barreirense ter subido de divisão. Eu que vivo em Amora fico a pensar que se o governo decidisse taxar a estupidez em vez de aumentar o IVA, não precisávamos de troika para nada

  63. Andreia 06/09/2013 às 14:11 #

    Boas…

    Nasci em Lisboa…cresci em Alhos Vedros…os meus avós são do Lavradio e Arroteias respectivamente…atingi a idade adulta em Massamá (Sim,sim a terra do PM, peço desde já desculpas mas moro cá há mais tempo que ele!! 🙂 ) Fui estudar para Monte da Caparica…trabalhei na Cruz da Pau e Arrentela…e finalmente voltei para Massamá. Quando for velhinha volta para a Margem Sul para completar o ciclo!! 🙂
    Moral da história…são duas Margens muito bonitas, cada uma à sua maneira! 🙂

    • Joana 06/09/2013 às 14:33 #

      Sim fazes bem.
      Os lares na margem sul são mais baratos.
      Não passam é fatura.
      Por vezes fazem publicidade no telejornal.

    • HB 06/09/2013 às 14:54 #

      Eu nasci em Alhos Vedros e tive o previlegio de ainda ter sido no hospital da terra, vivi até aos 25 no Bairro Gouveia, também vivi na margem norte por uns 10 anos, mas já voltei à Bem-dita Margem sul, concelho do Seixal.
      Em Alhos Vedros ainda estão as minhas raizes

  64. Anónimo 06/09/2013 às 14:20 #

    Tanta coisa se podia dizer da nossa Margem Sul 🙂

  65. o outro 06/09/2013 às 14:30 #

    Muita coisa já por aqui foi dita, mas a mais triste de se ler é sem duvida a frase “…….se não viessem trabalhar para Lisboa, morriam à fome”. É triste a falta de argumentação. São frases como essa que mostra a falta de formação de muita gente neste país.

  66. Babidi 06/09/2013 às 14:33 #

    Representando Monte de Caparica da MSHC!
    Moro num terrível bairro social! uhhh
    Nunca assaltei ninguem. Não sou mitra. A maioria das pessoas que moram no bairro são pessoas decentes que trabalham e lutam todos os dias por um futuro melhor.
    Andei de TST muitos anos, sempre frequentei escolas e creches públicas, fui para a univ em lisboa, mas rapidamente mudei para a margem sul. Nasci na alfredo da costa, os meus pais não vieram para cá em cima tábua nem moraram dentro de uma caverna. Ser da margem sul é ter amigos ricos, pobres, pretos, amarelos ou vermelhos e bebermos birras todos juntos sem preconceitos.
    Não troco Almada por Lisboa, não é por ser mais lindo ou mais feio! Lisboa é a capital, de vez em quando lá se tem de fazer a tal migração a norte para ir buscar alguem ao aeroporto ou tratar de algum documento, ou algum super mega evento super cenas! Mas no dia-a-dia não troco isto por nada! Já sei os cantos à casa, as campaínhas secretas depois das 2 da manhã e por onde posso andar sem risco de ser violada/esquartejada/atirada ao rio.
    Já ouvi muitas pessoas a falar mal disto e não são só as de Lisboa, mas as opiniões bem ou não fundamentadas, são como as vaginas.
    Anyway.. right on Factos de Treino! Bom artigo!

  67. raquelserrano2012 06/09/2013 às 14:52 #

    Epa a culpa é da ponte, aos betinhos da margem norte faz muita confusão atravessar a ponte….E eu que sou de Sesimbra e me dizem que têm uma tia no Barreiro WTF?????
    Ah, e por falar sem Sesimbra…onde se encaixa :O

  68. Sadina 06/09/2013 às 14:57 #

    Achei interessante ver a energia dispensada aqui com um tema também ele interessante… gostava tanto mais de ver energia desta direccionada para acabar com tanta corrupção e roubo que está a ser feita a TODOS os portugueses… dizer que se tem de ir trabalhar para Lx para não se morrer de fome é o mesmo que dizer que emigrar é virar costas ao país e virar capitalista… a generalização, per se, deita por terra a reflexão inteligente (penso eu). Se fôssemos mais unidos, talvez não perdessemos tanto tempo, talvez virássemos a mesa de quem realmente “não presta”, talvez pudéssemos re-erguer-nos… somos tão bem vistos “lá fora”…

  69. João Pereira 06/09/2013 às 16:02 #

    Muito se picam estes sulistas! Nós é que falamos nós, é que falamos, mas o pessoal da margem Sul é que está sempre com picanços e com musicas do Unas “Sitios onde são feitos os sonhos” e etc..
    Eu sou da margem Norte e não preciso de escrever estes textos ou pedir ao Unas para fazer musicas e assim sim, se vê a qualidade da gente desta amrgem.. 😉

  70. José 06/09/2013 às 19:11 #

    Vivam os homens de visão que constroem todas as pontes sobre os rios ou abismos no intuito de fazer a união das margens… Felizes dos adquirem sabedoria para desfrutar do melhor que existe em ambas as margens…

  71. Anónimo 06/09/2013 às 19:41 #

    Nasci em almada e aqui morei toda a minha vida, mas acho que estas discussões são desnecessarias enquanto o nosso pais está o desgoverno que esta. Tem e que haver união e combater os bandidos que nos enterram a todos!

  72. Lena 06/09/2013 às 19:58 #

    Há 23 anos , já adolescente, vim de Paris directamente para Almada. E adoro esta cidade. Quando viemos para cá os meus pais tentaram comprar casa em Lx mas era tudo estreito, alguns prédios em cima dos outros, a minha mãe chegou a bater atrás de uma porta e de lá caiu estuque. Fartos de Lx. decidiram vir para Almada porque o meu pai conhecia esta cidade desde a sua juventude. Adoraram e por cá ficamos. Não trocaria Almada por nada. Temos um parque na entrada da cidade, um gimnodesportivo, um mega centro comercial, praias belissimas,metro aéreo… enfim uma qualidade de vida óptima. Não trocaria este meu oásis por nada. Pode haver muitos desertos mas com a qualidade do nosso dúvido muito. Lx já não se lembra que teve um Casal Ventoso. E para haver farwests, isto existe em todo o lado. As pessoas pelas suas ideias errôneas é que criam abismos entre si.

    • Anónimo 09/09/2013 às 01:13 #

      Se você vive no centro de Almada, então tenho pena de si. Porque o centro de Almada é feio até dizer chega, cheio de urbanismo e arquitectura pato-bravo. Mas existem zonas boas em Almada, o Pragal é um bom exemplo. Mas deveria ter ficado em Lisboa, a qualidade de vida é bem superior. E eu sou de Almada.

      • Lena 09/09/2013 às 21:08 #

        Quando vim para Almada, conheci a Almada de antigamente. Não tenha pena de mim (posso eu se calhar ter mais pena de você) porque vivo numa zona linda e calma ( e quando digo calma, é mesmo calma, a economia pode estar mal mas as casas na minha rua não ficam muito tempo por vender). Mas como todas as cidades cosmopolitas estas têm que se desenvolver. A zona do Pragal não me diz tanto devido ao barulho que vem da auto-estrada na entrada da ponte . A zona do Pragal tem muita arquitectura e urbanismo, claro que não é o de 20 anos e mais anos atrás (pato-bravo) mas sim mais apurado se bem que lá tem tb. as suas zonas pato-bravo.A beleza está nos olhos de quem a vê. Você gosta do Pragal, muito bem pois eu não (ainda bem que as opinões divergem porque todos a quererem morar no mesmo sitio era intolerável).Durante os meus anos de Lycée français Charles Lepierre foram os piores anos da minha vida e com familiares que moravam em Lx e que ia visitar, detestava Lx. As pessoas são felizes se moram nos sítios que gostam, mas eu não era feliz a morar em Lx. Nunca morei em Lx e para lá não tenho intenções de ir morar se Deus quiser. Desculpem-me pela franqueza.

        • Lena 09/09/2013 às 21:40 #

          Não detestava a escola pq sempre fui boa aluna, mas só de pensar que tinha que atravessar a ponte para ir para uma Lx. cinzenta é que me deprimia. Beijos a todos porque não tem que haver sectarismos.

  73. Anónimo 06/09/2013 às 22:38 #

    Opá..isto é só rir..ainda bem que as opiniões divergem..adorei todos os comentários. Sejam felizes Sempre ❤

  74. Djamila Gonçalves 06/09/2013 às 22:41 #

    Opá..isto é só rir! Adorei todos os comentários e ainda bem que as opiniões divergem.
    Sejam Sempre Felizes ❤

  75. Natália 06/09/2013 às 23:56 #

    Ser daqui de onde moro, é estar a 5 minutos da praia, se quiser ir de BTT também posso.
    O resto, só para quem aqui vive.
    Temos realmente muita pena, de ver o desespero dessa gente, que tendo praias também, insistente em continuar a povoar as minhas, nomeadamente a mítica FONTE TA TELHA.
    Este, é um mero comentário

  76. People do Muro 07/09/2013 às 00:35 #

    Tornou-se moda, dizer que é da Margem Sul….

    Alguns significados de (margem)
    (margo, -inis, borda, extremidade)
    s. f.
    1. Borda, beira. (neste caso beira do rio Tejo)
    2. Cercadura.
    3. margem de manobra: Capacidade de acção para resolver ou sair de uma situação complicada (ex.: é fundamental preservar a nossa margem de manobra). = CAMPO DE MANOBRA, ESPAÇO DE MANOBRA

    Portanto, margem sul é porque fica colado á parte sul do rio Tejo, para o pessoal do Barreiro e Montijo já o considero margem Este do rio Tejo…

    A expressão agora tão em voga, mas já bastante antiga e conhecida pelo pessoal da Margem Sul, nasceu por Lisboa que em resposta á pergunta, “de onde és?…”, levava como resposta, “sou da Margem Sul ou sou da Outra Banda”.

    Mais a expressão resulta da vivência destas ruas, da zona histórica de Almada Velha, dos bares, das zonas de conflito ou de guerra como nós chamava-mos (tipo MiraCity e Monte, das idas á Praia..enfim um rol de coisas), só nós é que sabemos.

    Alias, já se pode considerar que a expressão é um Movimento da Margem Sul.
    Visto que já abrange a parte musical, das artes da cultura, etc.

    Nada melhor que ouvir a musica do Rui Unas que a meu ver tão bem deu voz a esta expressão. (e vale a pena ver também por causa da Diana 🙂

    Margem Sul é o pessoal de Almada e arredores!!! O resto é paisagem!!!

  77. Factos de Treino 07/09/2013 às 00:55 #

    Xii… O que para aqui vai!! Está uma pessoa no descanso das suas férias e quando dá por si, tem o blog a arder :-).

    Não sei o que levou à ressurreição de um texto com mais de um ano mas o mais importante é que percebam que isto foi escrito para gozar com os preconceitos de “alguma” malta que insiste em fazer uns comentários “ao lado”. A ideia não era criar uma guerra entre margens até porque gente burra e comentários infelizes há dos dois lados.

    Agora, o melhor disto tudo é que à conta disto (estou mesmo curioso sobre o que terá levado a que subitamente tanta gente tenha descoberto este post), muita gente descobriu este pardieiro de má fama que dá pelo nome de Factos de Treino.

    Aos recem-chegados… Bem-vindos à Família Factosdetreinista!!! Fiquem por perto mas não esperem grande coisa disto… não é muito provável que melhore 😉

    Beijos, abraços e bem-vindos a bordo!
    (venha daí esse like!)

    Factos.

    • A Verdade 09/09/2013 às 01:14 #

      Chama-se redes sociais. Este blog andou a circular no facebook.

      Cumprimentos e parabéns pelo sucesso!

      • Factos de Treino 09/09/2013 às 02:29 #

        A Verdade:
        Essa parte eu consegui perceber. Só não percebi onde começou tudo isto, uma vez que este texto tem mais de um ano e na altura já teve uma discussão animada. Agora… de repente… Surgiram novamente milhares de pessoas por aqui. A minha grande questão é: O que terá despontado isto!?

        Obrigado e bem-vindo à família factosdetreinista!

  78. Domingos Diogo Correia 07/09/2013 às 03:58 #

    Apesar de não ser de Lisboa, moro em Lisboa. Praias, para mim, só as da dita margem sul! As melhores da zona. Só há uma coisa que me faz confusão… PORQUÊ MARGEM SUL? Desde a escola primária que aprendi que a posição em relação ao rios se avalia em função da LATERALIDADE e não em função dos PONTOS CARDEAIS. Portanto, será sempre a MARGEM ESQUERDA DO ESTUÁRIO DO TEJO. Dizer “margem sul” já me soa a desprestígio…

  79. Rogério 07/09/2013 às 10:14 #

    Não sou da margem norte, não sou da margem sul, sou Alentejano.
    Já morei na margem norte, há 20 anos que moro na margem sul, neste momento trocá-la por outra margem só mesmo se as circunstâncias da vida assim me obrigassem.
    Gente boa, gente má, existe em qualquer quantidade em todo o lado.

  80. Anónimo 07/09/2013 às 11:28 #

    E eu a pensar que era hoje que aprendia, onde acaba a Cruz de Pau e começam as Paivas, o que já é Amora e os limites do Fogueteiro… isto para não falar de Feijó, Laranjeiro e Miratejo!!!
    Saudações da Linha de Sintra, onde parece tudo ao monte… mas as fronteiras são bem mais distintas!!!

  81. Manuel Rodrigues 07/09/2013 às 13:53 #

    As pessoas de Lisboa que fiquem com Chelas, Olivais e Moscavide, Poço do Bispo, Matinhas, Carnaxides, Dafundos…Isso é que é muito bom! À excepção das Avenidas Novas, do Chiado, da Lapa e do Príncipe Real-Rato (e outros pequenos recantos como Avenidas da República e Liberdade ou Campo Grande e Lumiar-Telheiras), o que têm vocês para mostrar? Vão para Alcântara, vão para Alfama a cair aos pedaços (com todo o respeito), para a Mouraria, para a Ajuda, para a os bairros da droga espalhalos por toda a cidade. Mas por favor…deixem de ser ignorantes de uma vez por todas. Lisboa tem de tudo e as outras cidades e partes do país também. Há terras com história e identidade que não se diluem nessa história das margens. Deixem de ser possidónios armados ao pingarelho e paguem mas é os impostos. Se os pagassem era capazes de não ter capital para a possidonite.

    • Anónimo 09/09/2013 às 01:18 #

      Você engana-se redondamente. Lisboa é uma cidade impar a nivel de urbanismo e arquitectura. Não se pode sequer comparar com as suas periferias. Alfama está toda requalificada desde os anos 90, Alcantara idem, Mouraria idem mas mais recentemente. Deixe você de ser ignorante e vá fazer uma visita à cidade. O que Lisboa tem de muito mau é Benfica e Lumiar, o resto é um exemplo não vale a pena discutir. As noticias e os prémios falam por si.

    • Anónimo 09/09/2013 às 12:49 #

      Desde quando Moscavide, Carnaxide e Dafundo é Lisboa? Deixe você de ser ignorante.

  82. Silbestre 07/09/2013 às 14:54 #

    Achei muito bem tudo o que foi dito, tanto mais que eu moro em Alhandra. Só achei piada a uma coisa. Este defensor dos fracos e oprimidos, conscientemente acabou de fazer o mesmo com o pessoal do Montijo, Alcochete, Barreiro 😛 logo não é digno de ser levado a sério. Tenho dito. Não te esqueças que quando apontas um dedo tens 3 a apontar para ti.

  83. Baldo 07/09/2013 às 21:47 #

    Que giro! Afinal não sou da Margem Sul……… Atão, Alcochete fica onde mesmo?

  84. ines 08/09/2013 às 18:46 #

    adoro qualidade de vida da maregm sul…os amigos que por lá faço…acultura que teem de viagens e música, a facilidade com que qlqr rapaz faz uma tarefa seja doméstica ou obra…as silplicidade…sou de Lisboa do Lumiar a adoro a facilidade com que me desloco a todo o lado.
    Mas compreendo o preconceito…tb o tenho…para mim pessoal da linha não passam de snobs que não teem onde cair de mortos…cascais oeiras parede e tudo o mesmo e ´so se vê…aí sik …chungaria da grossa…cada um com o seu e os senhores da Linha esses sim demoram horas para passar a A5 ou IC 19…por isso a ponte é maravilhosa

  85. Anónimo 09/09/2013 às 21:10 #

    O autor do blog mostra surpresa pela discussão gerada. Não sei porquê. Não conhece o país provinciano em que vive? Não sabe que os portugueses adoram medir pilas entre si, mesmo que muitos de nós estejamos entregues aos grandes interesses imobiliários e a viver que nem sardinhas em lata nos subúrbios urbanos?

    O texto aponta para um certo preconceito e ignorância. Aceito. E você e restantes moradores da MS sabem a diferença entre Mem Martins e Massamá, quanto quilómetros distam de Carnaxide para Lisboa? Está a ver onde quero chegar, certo? Colinas do Cruzeiro – Odivelas, aqui citada por um forista como sendo mau, é um dos bairros mais galardoados da Europa,( onde por exemplo a família Dos Santos têm residência) e outros como o Almirante em Loures ou Vila Chã na Amadora,
    Sejam estes bairros elitistas ou as mansões da Aroeira, estas são as excepções e não a regra que servem os interesses de uns e outros mas não fazem o TODO.

    Qualidade de vida seria viver no campo mas isso ninguém quer, dá muito trabalho amanhar o campo

    Cumps

  86. Margensulense 11/09/2013 às 11:04 #

    Lamento desiludir o autor mas não há mistério no renascimento da discussão. Alguém descobriu o post e colocou no seu facebook. Os amigos que não conheciam o post viram e espalharam pelos respetivos amigos. Como o tema é intemporal e apaixonante, propagou-se novamente e palpita-me que isso vai acontecer ciclicamente.

  87. maria 11/09/2013 às 19:26 #

    Lisboa é linda! A margem sul tem o seu encanto ..os lisboetas é que têm uma visão errada….pensam que é só aquilo que vêm do outro lado e k são zonas de gente pobre e mal formada….
    e essas frases uma pessoa dizer que é da moita e falarem de almada, de azeitão cm se fosse mm ao lado dá vontade de bater na pessoa! ignorância!
    ah e eu cá fujo das praias da costa aquilo entopem com o pessoal de lisboa até parece que não existem praias do outro lado!

  88. Anónimo 15/09/2013 às 14:22 #

    Moro em Lisboa, porque me casei com uma pessoa que vive lá, por razões de trabalho. Infelizmente. Mas sou e serei sempre da margem sul, e venho para cá (sim, porque neste momento estou cá) muitos fins de semana, pois é aqui que tenho as minhas raízes e amizades. Serei sempre da margem sul e com muito orgulho. A qualidade de vida é enorme. Tem-se quase tudo o que há numa grande cidade, tem-se a sensação de estar no meio urbano mas a cinco minutos do campo. Para estacionar é fácil, e não se tem de deparar com um arrumador a cada esquina. As pessoas, de um modo geral, são muito afáveis, mostram o sorriso com facilidade. Não olham para ti com um ar de “conheço-o de algum lado?” como em Lisboa, excepção feita aos bairros populares.

  89. Anónimo 19/10/2013 às 03:27 #

    antes margem sul i kom mt orgulho k lisboa so putaria e xungaria

  90. Anonimo 21/10/2013 às 23:01 #

    Não ha sitio mais horroroso para se viver que a Margem Sul. Claro que a Margem Norte também tem os seus podres como Linha de Sintra, Odivelas ou Amadora mas a Margem Sul é de facto terrivel. Merda para a construção pato-bravo que destruiu a nossa paisagem e a qualidade de vida das próximas gerações.

  91. MITRA DA MS 18/11/2013 às 03:17 #

    PAIO PIRES , ARRENTELA , CONCELHO DO SEIXAL !! SOUTHSIDE !! PUTA QUE PARIU OS PRECONCEITOS DOS FDPS DE LX

  92. Anónimo 15/07/2014 às 16:04 #

    Se morasse em Lisboa, Matava-me,

    As M…que moram ai gostam é das nossas praias e entopem os nossos estacionamentos tomem banho ai seu imundos.
    Lisboa é PODRE, nem um sitio tem para nadar e mais pobre é quem fala bem dela. por falar na construção?!? vamos lá…

    Os bairros de Lisboa são tão porcos, tão cheios de MERDA, que em alguns sítios os mais velhos tem de ter cuidado, para não caírem na bosta das pombas, isto se não forem assaltados no multibanco.
    Certas casas, nem tem casa de banho, por isso os P… que ai moram tem de CAGAR na varanda.
    Não existe estacionamento e os que existem pagam-se.

    A Cidade em si é tão má que até cheira mal, cheira a alforreca a peixe podre a merda de pombo e aos Camelos que ai moram…

    O rio Tejo está tão poluído da merda que ai mora, que até no Algarve cheira mal….

    Se gostam tanto de Lisboa, fiquem aí seus CAMELOS DO NORTE, naõ venham poluir o resto do pais com o vosso cheiro……

  93. Bruno 10/05/2015 às 08:45 #

    A Moita é a terra mais atrasada da margem sul em todos os aspectos… O cheiro é asqueroso, transportes nem vê-los, condutores mal formados, pessoas mesquinhas em todas as esquinas, assassinos de animais que apenas vivem para a festa de setembro em que acontece um genocídio animal sem paralelo em toda a Europa, velhas cuscas a meterem-se na vida de toda a gente, funcionários da câmara municipal COMUNISTA em que todos os funcionários têm direito a um carrinho pago com o dinheiro dos contribuintes mas que cada vez que vêm um peão na passadeira tentam atropela-lo porque para esses senhores os peões são como os touros bravos das largadas.
    Moita a merda da margem sul

    • Bruno 10/05/2015 às 08:47 #

      E esqueci-me que é a única terra do pais em que o autocarro é substituído pela carroça puxada por arraçados de cavalo e que o alcatrão e os passeios só têm bosta de cavalo

    • paulocapelo 21/05/2015 às 21:00 #

      Em parte concordo. Também não gosto de touradas. Mas não conheço assim tão bem a Moita. De passagem, mesmo que tenham sido muitos dias de passagem, ainda conheci gente simpática. Acho que em todo o lado há gente de toda a espécie. Em meios pequenos nota-se mais os da pior espécie…

  94. Al Cross 21/05/2015 às 16:53 #

    Nasci em Lisboa, já trabalhei á volta de 15 anos em Lisboa. Tenho grandes amigos em Lisboa… Mas não troco a minha Margem-Sul por nada. MSHC!!

  95. Raquel 05/10/2015 às 16:13 #

    Muito bem escrito, existem muitos preconceitos sobre a margem sul e muita ignorância

    • Factos de Treino 05/10/2015 às 17:21 #

      Thank you very nice…
      Este texto não morre.

      • Paulo 17/12/2015 às 14:09 #

        Não morre porque parece que uns não sabem o que quer dizer Sul, mas acima de tudo outros não percebem o que quer dizer MARGEM.

        No maximo, a margem seriam os municipios ribeirinhos. Logo a margem sul do Tejo seriam os municipios de Almada, Seixal, Barreiro, Moita, Montijo Alcochete, não considerando aqui os municipios ribeirinhos do distrito de Santarem. Normalmente a distinção acaba em Vila Franca de Xira, que é distrito de Lisboa, mas é tanto margem sul como margem norte.

        Preconceitos existem dos dois lados do Tejo. A sul, muita gente vê os dormitórios a norte de Lisboa, como terra de ninguém e territórios africanos e dá de exemplo uma viagem na Fertagus na linha para Setubal, por oposição a uma viagem na CP na linha de Sintra.

        Territórios como Setubal, Sesimbra e Palmela são considerados area metropolitana de Lisboa por conveniencia das divisões feitas por causa da União Europeia, mas nada têm a ver do ponto de vista geográfico e histórico com as aldeias ribeirinhas que se transformaram em cidades como Almada, Barreiro Seixal ou Montijo.

    • paulocapelo 28/05/2016 às 14:30 #

      Isto ainda mexe Factos?
      Ando desaparecido, mas continuas aqui num cantinho do meu coração eheheheheh!!
      Abraços!!

  96. Ricardo 28/01/2016 às 14:21 #

    A partir do momento em que é obrigatório depender de um carro ou comboio e dinheiro para poder ir á Margem Sul, esta continuará a ser sempre “apenas” a Margem Sul. Um sítio distante que fica quase sempre de lado na hora de escolher nova casa.
    O mesmo não se pode dizer dos concelhos colados a Lisboa.

    • 123 28/01/2016 às 15:55 #

      Então tens um problema sério Ricardo… Se só te podes deslocar a pé para o trabalho, rezo para que sempre tenhas trabalho à porta de casa… porque se morares em no centro de lisboa e tiveres de te deslocar para o parque das nações, ou tagus park, ou qualquer outro local com elevada empregabilidade… acho que vais ter sérios problemas em chegar a horas… 2 horas a pé para cada lado todos os dias é obra 😉 …

      PS: comprovado com vários colegas de trabalho, demoro menos tempo da margem sul ao saldanha que qualquer dos meus colegas que moram nos arredores de lisboa (seja qual for o meio de transporte)… O que se aproxima mais dos meus timings, é um que vem do campo das cebolas de bicicleta 😉

    • Sergio 28/01/2016 às 20:33 #

      Estes gajos de lisboa fartam se de falar mal da Margem Sul. Em depois no verao e velos a atravessar a ponte pra virem pra nossa Costa da Caparica. Sao mesmo tristes.

  97. Anónimo 28/01/2016 às 20:25 #

    Margem sul o lado certo da ponte. Feijo one love. Velha guarda da Escola da Escola Secundaria do Feijo.

    • Sergio 28/01/2016 às 20:30 #

      Almada velha the best.

  98. Sergio 28/01/2016 às 20:29 #

    Margem sul o lado certo da ponte. Feijo one love. Velha guarda da Escola Secundaria do Feijo.

  99. Carlos Cardoso 28/01/2016 às 21:17 #

    Pessoalmente a questão “Margem Sul” e “Margem Sul é melhor” é uma questão que nasceu e vive na própria margem sul. Se perguntarem mesmo aos lisboetas que vivem na cidade de Lisboa sobre a margem sul eles nao estão minimamente preocupados se existe uma margem sul e se Lisboa é melhor ou deixa de ser. Simplesmente é um rio que divide Portugal e para tal tem dois lados desse rio. Isto é uma continuaca da questao Lisboa – Porto. são duas cidades e ponto. ninguem é melhor que ngm e todos têm o seu bom!

  100. Nuno Machado 28/01/2016 às 22:41 #

    Margem Sul rules… a foto está excelente

  101. Samuel Jesus 29/01/2016 às 01:40 #

    Isto é belicismo negligente. Ter uma mente fechada ao primitivo de tomar como inimigo todo o desconhecido. Mas é sempre o elemento que menos bem é reconhecido que acaba por ser o mais surpreendente. Na margem sul tem sim pessoal bacano e com olhos na realidade. Portugal devia era ser mais unido para se resolver os problemas sociais e outros.

  102. Miriam 29/01/2016 às 02:41 #

    Caríssimo Factos:
    Vi que este post já é de 2013;
    Esta discussão dava um blogue novo e totalmente dedicado à definição dos conceitos: sul, norte, esquerda, direita, margem;
    Sou do Porto e não percebi pevides do que aqui se discutia;
    São 2h30 da manhã e eu fui consultar o Google maps…percebi!
    se isto não te faz ganhar o dia, não sei o que fará!!!!
    Bom trabalho miúdo!
    M.

    • Factos de Treino 29/01/2016 às 12:04 #

      Caraças… isso sim!! Pensar que a essa hora, alguém que se está borrifando para a margem-sul do Tejo, se deu ao trabalho de ir ao mapa descobrir essa maravilhosa gueto-localidade chamada Miratejo… ENCHE-ME DE ORGULHO! 🙂 Podem mandar fechar a internet!!!

      • Miriam 29/01/2016 às 12:25 #

        Verdade! Fechem esta merda! Eu já percebi tudo! Não, a sério, não fechem, que ainda não percebi outras discussões estruturais, tipo…o que é que define o que um derby, ou lá como se diz 😉

  103. Arlindo 29/01/2016 às 12:16 #

    No Porto há 15 anosnão consigo deixar de me sentir Camarro. Gajo do Baarreiro…

  104. David 29/01/2016 às 22:32 #

    Nascido e criado em Almada, atualmente moro na Quinta do Conde.
    Prefiro que eles (Gente da Margem Norte) sintam medo e falem mal que venham a descobrir a nossa verdadeira essência que é e sempre será boa (Salvo algumas [muitas] excepções)

  105. Anónimo 19/02/2016 às 22:40 #

    Sou da margem sul mano e mesmo isso crlh acabar com o preconceito da MS. Nao gosto nada que se refiram ah MS como o monte da caparica ser uma merda porque nao e tenho ca em almada e no monte (bairro amarelo, bairro cor de rosa, bairro cinzento) e mira

  106. Dumas 25/02/2016 às 18:25 #

    Miratejo claro
    Bom texto …..
    A verdadeira Margem sul é Almada e Seixal podemos adicionar ali a quinta do conde !!!

  107. Anónimo 26/02/2016 às 01:00 #

    És um verdadeiro anormal da margem Norte! E digo mais… Ao contrário do que disseste, a margem Sul do Tejo, vais mesmo até ao Algarve!!! Só não entendes, que quando alguém diz que é da margem sul, não está a dizer que é de Almada! Está a dizer que é mesmo margem Sul! Entendes Puuuttzzz? Daaahhhhhh

  108. lia 26/02/2016 às 12:11 #

    VIVA MAS É O ALGARVEE!!!!!!!!!! hahahahaha

  109. Bruno Sousa 26/02/2016 às 13:33 #

    E então?
    O que é que acrescentas…? És mesmo da Margem Sul “A margem errado do Rio”.
    Sabes segredos por descobrir da margem sul?

  110. Anónimo 26/02/2016 às 23:14 #

    Falem mal falem, mas de Junho a Setembro, essa saloiada toda de Lisboa e arredores norte esquecem-se das bocas foleiras que mandam o resto do ano e aparecem por aqui a largar as pulgas e os chatos nas praias da Margem Sul, tenham vergonha, sejam coerentes e vão para o Magoito e praia grande e adraga e etcs. Ah as águas ali são mais frias e isto e aquilo, azar!! levem uma mantinha e fiquem por lá. Estou farto de ter de aturar genete dessa. Moro a dez minutos da Costa e de Verão fujo para longe (mais para sul) para não levar com eles, da-se!!!

  111. Cathy V 27/02/2016 às 22:34 #

    Please…as únicas pessoas que oiço a terem de dizer que são da margem sul e a sentirem-se “marginalizados” são os próprios da margem sul…eu nasci em Cascais, vivi na Amadora, em Camarate e…na margem sul…(agora vivo no coração de Lisboa e gosto, não me tiram daqui) mas de todos os sítios em que vivi, só verifiquei na margem sul a necessidade de ter de dizer que são da margem sul só porque sim…nunca percebi…Margem sul Power…please…enquanto morei na margem sul nunca me senti marginalizada por viver lá quando ia a Lisboa (a minha faculdade era em Lisboa),consegues ter uma qualidade de vida boa…mas também existem betos…e claro tb existe bandidagem, como em todo lado…quanto ás praias…sorry, mas gosto mais das praias da linha…mas isso sou eu (não somos todos iguais)…mas por incrivel que pareça…falam mal da margem norte, mas existem imensas pessoas da margem sul a trabalhar por lá, a passear por lá…qual é a vossa? Portugal é de todos…Podem gostar mais de um determinado sitio que outro, que não temos todos os mesmos gostos ou…não…gostem dos dois lados…Sejam felizes em qualquer um dos lados…e sim, Portugal é um país muito lindo para nos cingirmos só a essas duas margens!

  112. EkaDiBoConta 25/05/2016 às 11:23 #

    Margem Sul a margem certa ! Onde tudo acontece mas nada se passa. propz pra zona 2845 ! M$

  113. Abalamatos 25/05/2016 às 12:54 #

    Criado no Xangai (Zona Norte da Baixa da Banheira), nascido na bela vila de Alhos Vedros, com muito orgulho digo em todo o lado que sou da Margem Sul, sem desprimor da margem norte, onde já habitei, e a bem dizer ainda habito, mesmo que seja noutro distrito. até me parece que quando ouço a se pronunciarem negativamente da minha/nossa margem, apercebo-me de uma espécie de inveja, desse tipo de sentimento de querer ser, fazer parte, pertencer à Margem Sul.
    Um enorme bem haja a todos os «Sulistas».

  114. Anónimo 26/05/2016 às 02:28 #

    Eu sou da Margem Sul (barreiro) e obviamente que para mim margem sul será sempre margem sul e não é por nada quando encontramos alguém em Lisboa e que é da Margem sul a “festa” é na hora, sem mais nada a dizer, do melhor a margem sul, sem tirar o critérios ao resto das outras regiões. MARGEM SUL 😉

  115. Anónimo 26/05/2016 às 20:38 #

    Eu sou de lisboa, estive a viver em palmela 5 anos… E tenho mt saudades :(tive oportunidade de criar os meus filhos a andarem de “bike”, skate patins jogar à bola meninas a brincar ao elastico no meio da rua (como eu fiz no meu tempo) com os amigos todos, quando chegavamos à rua ja sabiamos que tinhamos que ir a 10 à hora porque haviam sempre muitos miudos a divertir se… Os meus filhos têm essas recordações ate hoje. E eu fico feliz por ter tido oportunidade de lhes dar isso.

  116. Karina Sousa 27/05/2016 às 23:53 #

    eu n axo nada disso para começar, eu nasci em santarem e tou aki na margem sul á 6 anos e digo k gosto muito de morar aki, vcx dizem k margem sul é so chungas e assaltos e essas cenas, mas tao bem enganados, se forem para os bairros á muito disso sim mas isso é como em kualker outro bairro do mundo…

  117. paulocapelo 28/05/2016 às 14:54 #

    Umas imagens das duas margens 😉

  118. Mafalda Teixeira 03/06/2016 às 11:57 #

    Olá. Tenho a dizer que estou farta de me sentir discriminada pelo preconceito estúpido só por ser deste lado do rio. Se digo que venho de Almada “ah mas então vens lá da margem sul…” comentam sempre com pesar como se tivessem pena de mim por vir de tão longe. Santa ignorância! Cheguei a cronometrar uma viagem até ao Marquês de Pombal em que demorei exactos 8 minutos. Tomara muita gente da margem norte!! Acontecia muitas vezes chegar antes do q colegas q vinham já do concelho de Lisboa.
    Já perdi empregos(!!) por causa do preconceito, o q eu acho inadmissível! Chegaram a dizer-me “Gostámos imenso de si. No entanto, e tendo em conta a sua zona de residência, não ficará connosco para já, mas poderá ser contactada aquando da abertura na margem sul” (e qdo falavam em margem sul colocavam a hipótese do Barreiro que para mim é mil vezes mais longe!!!)
    Hoje aconteceu novamente. Numa entrevista para ir trb p Lisboa perguntaram-me a morada e eu disse a verdade… Logo surgiu aquele olhar d pesar como quem diz “se calhar não lhe dá jeito nenhum vir para tão longe”. Conclusão: gostaram de mim, tenho o perfil pretendido mas a morada “errada”. Fiquei com a sensação de que não vou ficar com o emprego pelo preconceito estúpido. Será que é preciso começar a dar uma morada falsa de Lisboa para não haver esse tipo de entraves? É ridículo…

  119. Anónimo 22/06/2016 às 10:51 #

    “Margem Sul” é erro!

    As margens de um rio dizem-se esquerda ou direita, a montante ou a jusante.

    Porque será que TODOS reiteram o erro?

    Lamentavel.

  120. Anónimo 22/06/2016 às 10:53 #

    Só na Grande Lisboa é que um rio poderia ter referência a um ponto cardeal.

    Os mouros tinham que ser diferentes……

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: