É sexta à tarde. Não me venham com a conversa do “tenho que trabalhar”…

24 Out

Toda a gente, incluindo o vosso chefe, sabe que vocês passarão as próximas horas a engonhar e a pensar no que seria a vossa vida se não tivessem que estar aí. Nessa secretária, em frente a esse computador, a olhar para o excel do costume, com as preocupações de sempre.

Mas uma das maravilhosas características do ser humano, é esta capacidade de – todas as sextas – acreditar que nos próximos dois dias, as coisas se farão sozinhas e que existe autorização para cagar no resto do mundo. Segunda-feira, uma vez mais, descobriremos todos que não foi assim.

Por isso, larguem o engate que estão a preparar no facebook para esta noite. Parem de jogar “minas” porque é deprimente ainda jogar isso. Saiam da pornografia porque alguém pode ver e escusam de ser conhecidos pelo “porco lá do escritório”. Há uma solução melhor!

Cliquem aqui ou na imagem em baixo ou no que vocês bem quiserem… mas cliquem para ouvir o podcast do programa que deveriam ter ouvido ontem à noite, se não andassem armados em pessoas com coisas mais fixes para fazer.

Anjos de Carlitos ft Factos de Treino Programa 2

Abram uma folha excel ao calhas, ponham os fones e fiquem com ar sério a ouvir isto. É quase tão deprimente como o “minas”, fala-se ligeiramente sobre pornografia e podem apanhar uma ou outra dica valiosa para utilizar no engate de logo à noite.

Depois disso, venha daí a vossa crítica sincera.
Vai daí… ainda consigo ser pior.

Profissionalismo que dá confiança.

23 Out

Factos: Queres passar lá em casa hoje à noite?
Amigo: Então, não vais à margem sul?
Factos: Porque raio? Os meus pais nem sequer estão cá.
Amigo: Mas não tens lá aquela cena?
Factos: Qual cena!??
Amigo: O programa de rádio não é à quinta!?
Factos: Aaaaaah… queres lá ir a casa amanhã?

Parece-me que fica claro o quão preparado estou para uma hora de conversa sobre “certas e determinadas coisas, nomeadamente diversas”. Se isto não indicia que poderá vir a ser um programa de sonho, capaz de vos desviar de todas as obrigações da vossa vida… então já não sei nada.

Sintonizem a SuperFM em 104.8. Ouçam online se não apanharem a frequência. E liguem pra lá. Façamos “phone-sex” pela primeira vez na rádio nacional. Façamos história!

IMG_0956.JPG
PS: Na semana passada, houve malta a ouvir no Kuwait. Mais exótico que isso, só uma pessoa que ouviu enquanto virava bifanas nas Vendas Novas. Isto quando se quer… não há desculpas!

Sabes que és um gordo como deve ser…

23 Out

Quando depois de uma ida ao dentista daquelas em que, de quinze em quinze minutos, gritas porque a broca toca no nervo e a anestesia não está a “agarrar”…

…e mesmo assim achas que a parte pior é quando te dizem que “agora não convém comer durante meia-hora”.

Até se auto-decapitavam.

23 Out

Por mim, era pegar naquele rapaz da música dos aviões, na Luísa Sobral, no Zambujo, na Ana Moura e numa caixa de Xanax… prender tudo com fita-cola e atacar o Estado Islâmico com uma Bomba de Tédio.

Não lhes dava duas horas para começarem a cortar as próprias cabeças.

IMG_1682.JPG

Se a Sónia Araújo não fosse uma minorca gira e boa…

23 Out

…irritava-me tanto como o Jorge Gabriel e aquele outro sempre muito feliz que apresenta coisas variadas com eles. Como anúncios a números de telefone e cenas.

Tenho uma profunda admiração

23 Out

…por pessoas que abrem um pacote de bolachas e comem apenas uma ou outra. Pessoas que, não sendo crianças e não tendo uma mãe por perto, abrem um chocolate e comem apenas um quadrado. Pessoas que, tendo fome, bebem um chá e comem uma tosta “para enganar”. Pior… pessoas que fazem isso quando o frigorífico tem um queijo da serra. Pessoas que vão ao supermercado comprar coisas boas para ter em casa e, estranhamente, não fazem o caminho de regresso a sonhar com o momento em que vão entrar em casa e comer tudo de uma vez.

Admiro essas pessoas. A sério.
Era capaz de comê-las.

Importante não esquecer: Falar pouco e não beber água!!!

21 Out

Daqui nada, vou para uma reunião com um cliente.
Neste momento, estou a sair do dentista com uma brutal anestesia nas ventas.

Parece-me óbvio que vou vender o meu peixe com uma voz estranha, com a boca de lado e com o perigo de me babar sem querer.

Não sei se vão gostar de mim. Mas tenho a certeza que vão apreciar que a minha empresa tenha dado uma oportunidade ao menino deficiente que lá foi falar nem sabem bem de quê…

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 6.899 outros seguidores

%d bloggers like this: